3 Cursos que fazem o crédito formação valer a pena

|Posted by | Crédito Pessoal, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

3 Cursos Que Fazem o Crédito Formação Valer a Pena

Existem cursos, académicos e sem ser, que fazem o nosso dinheiro valer a pena: não apenas pela empregabilidade e quantidade de saídas profissionais, mas igualmente pela realização pessoal que proporcionam. Gostos não se discutem, é certo, mas existem mestrados, licenciaturas e cursos de formação que contribuem exponencialmente para melhorar as suas competências e que podem trazer-lhe a oportunidade que precisa para mudar a sua vida.

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o Mundo” – Nelson Mandela tão habilmente afirmou e nós corroboramos. A educação deve ser encarada como um investimento (no presente e no futuro, acima de tudo) e não como um gasto, de maneira que o crédito especializado para formação que se possa despender pode valer a pena.

O disco de platina dos mestrados vai para a área dos números

Consoante o Ranking dos Mestrados Eduniversal 2015-2016, que avalia os melhores mestrados do Mundo com base nos parâmetros de reputação do programa curricular, no salário do primeiro emprego e na satisfação dos alunos, o mestrado português mais bem classificado é o de Estatística e Gestão de Informação, da Universidade Nova de Lisboa – NOVA Information Management School, encontrando-se posicionado no segundo lugar dos cinquenta melhores mestrados da Europa na área de análise de risco.

É destinado a formar especialistas (geralmente licenciados previamente em Economia, Gestão ou Matemática) a transformar dados em valor, através de exploração, recolha, organização e análise. Será assim especialmente indicado para os apaixonados por números e análise de dados, que poderão depois aplicar estas fantásticas competências em consultoras, auditoras, companhias de seguros e instituições dedicadas a estatísticas e tratamento de dados.

Um ano e meio (três semestres) custar-lhe-ão, no total, 5.350 euros. Se for para arranjar emprego em menos de um mês, mais do que compensa o crédito, ou seja, pode valer a pena!

A bola de ouro está nos campos da saúde e dos computadores

Conforme indicação do Ministério da Educação e Ciência, a licenciatura com menor taxa de desemprego em Portugal é a de Medicina. No entanto, este é um curso para o qual nem todos têm vocação e que exige médias de entrada muito elevadas, para além de muitos anos a estudar. Na melhor Faculdade de Medicina do país, que é a da Universidade de Lisboa, as propinas para esta licenciatura com mestrado integrado são de 1.063,46 euros por ano, o que perfaz um total de 6.380,76 euros para 6 anos.

Porém, como nem todos estamos aptos a tal, porque não escolher algo relacionado com a preponderância da tecnologia nos dias de hoje? Engenharia Informática e de Computadores pode ser uma solução de qualidade. Aficionado de gaming, com curiosidades na área da programação, sempre agarrado ao computador?

Numa das instituições do ensino superior de topo em Portugal, que é o caso do Instituto Superior Técnico, a licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores é de 3 anos, no valor total de 3.190,41€ (o mesmo montante anual do curso de Medicina). Afinal, ser geek ou tekkie compensa!

A medalha de bronze vai para os que querem ser designers gráficos

As aptidões ao nível do design podem ser úteis para diversas áreas de trabalho para além da profissão de Designer, tais como Marketing e Publicidade, Comunicação e Edição de Conteúdos, por exemplo. O mundo de hoje é o mundo das imagens que falam por si, que refletem estados de espírito e sentimentos através da criatividade. Para os que possuem imaginação e pensam “fora da caixa”, é uma formação neste âmbito que devem fazer.

Neste curso especializado aprende-se a trabalhar com três ferramentas essenciais e que são as mais utilizadas neste mercado: Adobe Photoshop, Adobe Illustrator e Adobe Indesign – os belos dos softwares para ecrãs de alta resolução.

O Curso Especializado de Design Gráfico – Nível Iniciação (84 horas) fica em 1.080 euros na GALILEU, enquanto que o FlagProfessional Graphic Designer da FLAG, com uma duração mais extensa de 342 horas, fica a 3.250 euros. Com este até pode pedir um crédito de valor mais baixo, pagar rapidamente e dar asas (e técnica) à sua criatividade visual, para além de que fica despachado do curso bem mais cedo!

Existem incentivos do governo à educação para adultos que façam valer a pena?

Se tem mais de 23 anos e só agora lhe surgiu a oportunidade (ou a vontade) de estudar no ensino superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior financia o concurso Maiores de 23 Anos para as pessoas que não têm quaisquer habilitações académicas deste nível. Assim ainda pode aproveitar este programa para uma licenciatura e solicitar o crédito para o mestrado, depois de já estar empregado.

Porém, não se esqueça que não deve endividar-se ao ponto de sobrecarregar a sua taxa de esforço – contrair um crédito formação compensa, mas deve ser feito na altura certa. Para comparar toda a oferta do mercado de crédito especializado para formação e dar o pontapé de saída que a sua carreira precisa, aceda à nossa plataforma:

Nair Dos Santos

Sobre Nair Dos Santos

Especializada em Economia Internacional, a Nair iniciou o seu percurso profissional em Marketing Institucional. Alia a sua criatividade ao universo financeiro com o objetivo de ajudar os portugueses a melhorar a sua literacia financeira e contribuir para o desenvolvimento de uma economia sustentável.

Comentários