8 Lições de vida (e dinheiro) que pode aprender com a Guerra das Estrelas

|Posted by | Lifestyle, Todos os Artigos
Tags: , , , ,
guerra das estrelas

Após a estreia d’O Despertar da Força, o ComparaJá.pt refletiu sobre a sabedoria transmitida em torno da saga fenómeno de bilheteiras Guerra das Estrelas.

Não é necessário ser um crítico de cinema para reconhecer a influência massiva que a saga Guerra das Estrelas teve perante diferentes culturas e gerações. Toda esta aventura aconteceu há muito tempo atrás numa galáxia muito, muito distante, mas a sabedoria da Guerra das Estrelas estende-se até ao planeta Terra.

A trilogia original tem perspetivas profundas que podem mudar as nossas vidas e ajudar-nos a encarar o dinheiro de forma diferente. Neste artigo pode encontrar o que a maratona da Guerra das Estrelas ensina acerca de finanças e usar a Força para manter o dinheiro sob controle.

1 – O Dinheiro é Neutro

No mundo da Guerra das Estrelas, a Força é uma energia universal e abrangente que fortalece todos os seres vivos. Tal e qual o dinheiro, a Força é uma entidade poderosa mas moralmente neutra. Dependendo sempre das intenções da pessoa, pode ser usada para o bem ou para o mau. Usar a Força com maldade é o que faz um Jedi virar para o Lado Negro.

A atitude perante o dinheiro afeta-o da forma como o irá utilizar. Ao tratar o dinheiro como uma ferramenta neutra para alcançar os seus objetivos, vai conseguir aproximar-se dos seus objetivos financeiros sem culpa e/ ou vergonha.

2 – A Gestão do Dinheiro é uma Competência

Frustrado com a impaciência de Luke Skywalker n’O Império Contra-Ataca, Yoda queixa-se a Obi Wan-Kenobi e diz que Luke é muito velho para aprender as formas de utilizar a Força. O caminho para se tornar um Jedi começa na infância, onde jovens padawans são submetidos a treinos rigorosos e aprendem a usar a Força de modo responsável. Somente quando um padawan demonstrar completo controlo da Força é que poderá ser considerado Jedi.

Tal e qual os padawans, todos temos potencial para usar o dinheiro de forma responsável, mas não nascemos com competências da sua gestão. Eles precisam de aprender e, aqueles que cultivaram esse tipo de competências enquanto crianças, têm uma grande vantagem na vida adulta.

As boas notícias é que nunca é demasiado tarde para se tornar tão bom como um Jedi com as suas finanças. Existem várias formas e recursos gratuitos que podemos utilizar para aprender e adquirir competências financeiras.

A Gestão do Dinheiro é uma Competência

3 – Desaprenda Aquilo que Aprendeu

N’O Império Contra-Ataca, Luke tenta sem sucesso levitar a sua X-Wing de um pântano. Yoda realça que Luke precisa de desaprender aquilo que aprendeu até agora para usar a Força e alcançar o impossível. Podemos dizer o mesmo em relação aos mitos sobre dinheiro que vamos tomando conhecimento à medida que crescemos.

Para alcançar o sucesso financeiro precisa de identificar e desistir de falsas crenças que o mantém pobre. Eduque-se em relação a como gerir o seu dinheiro, lendo livros, assistindo a seminários e, caso necessário, consultando conselheiros financeiros.

Desaprenda Aquilo que Aprendeu

4 – Cuidado ao Pedir Dinheiro Emprestado

Han Solo deve uma dívida enorme a Jabba the Hutt, desprezível caçador de prémios, existindo uma recompensa de 100.000 créditos pela “sua cabeça”. Porém, Han tem falhado os pagamentos durante bastante tempo, tendo pago o derradeiro preço ao ficar congelado no navio de Jabba.

Existem duas lições que pode aprender com esta história, a primeira é: informe-se muito bem sobre todas as opções antes de pedir dinheiro emprestado. O resultado, por vezes, pode ser tão mau como ser congelado em carbonite; a segunda lição: tenha atenção às taxas de juro, pois se adquirir um crédito com taxas elevadas e, caso falhe algum dos pagamentos, ansiedade, insónias e “noites em branco” podem tornar-se realidade.

Cuidado ao Pedir Dinheiro Emprestado

 

5 – Não Deixe as Dívidas Chegarem até Si

Eis outra lição: se precisa de pedir um empréstimo, pague cada prestação na totalidade e prontamente. Não fuja das dívidas assumindo que irão desaparecer eventualmente, porque está errado. Os juros e as multas apenas farão com que a dívida não pare de aumentar.

Caso não consiga fazer os pagamentos, fale com a entidade que lhe concedeu o empréstimo, explique a sua situação de forma clara e educada e tente ver com eles se pode alterar o modo e plano de pagamento das prestações, algo que não envolva fugir dos sarlaccs. Existem várias formas para ficar livre de dívidas.

Não Deixe as Dívidas Chegarem até Si

 

6 – Mantenha Algumas Poupanças para Casos de Emergência

Apesar da cuidada manutenção de Han Solo, o Millennium Falcon está constantemente a aparecer. O Chewbacca e o R2D2 bem tentam arranjar sempre algo à última hora, mas nem sempre têm um droide para os salvar de acontecimentos inesperados. Veja aqui como tornar as suas finanças à prova de emergências.

Se o seu carro ou computador avariarem e não tiver umas poupanças de lado para resolver o assunto, isso pode tornar-se num sério problema. Tente sempre ter um fundo de emergência para qualquer eventualidade que possa surgir. Destine, todos os meses, uma percentagem do seu rendimento para uma poupança ou, caso prefira, faça uma poupança programada no seu banco.

Mantenha Algumas Poupanças para Casos de Emergência

 

7 – Se o Dinheiro é Tudo o Que Ama, Isso é Tudo o Que Vai Receber

Isto foi o que a Princesa Leia disse a Han Solo em Uma Nova Esperança, após ele ter dito que estava apenas a ajudar a rebelião pelo dinheiro.

Enquanto o dinheiro pode comprar experiências e tornar a vida mais confortável, o dinheiro em si não o torna mais feliz. Concilie uma boa vida pessoal (com muito exercício físico à mistura) com uma boa ética profissional.

Se o Dinheiro é Tudo o Que Ama, Isso é Tudo o Que Vai Receber

 

8 – Fazer ou Não Fazer, Não Existe Tentar

Esta é a frase mais célebre de Yoda e impacta qualquer pessoa que queira alcançar um objetivo que vá mudar a vida. Com finanças pessoais, nem tente – apenas faça-o!

Tal e qual ir ao ginásio e treinar, manter-se em forma financeiramente é um processo de melhoria contínua. Para tal, é importante que desenvolva hábitos financeiros saudáveis, mantenha o orçamento sob controlo e tome decisões conscientes (e de acordo com as suas necessidades), superando as dívidas e aprendendo novas formas de poupar e/ ou investir dinheiro.

Fazer ou Não Fazer, Não Existe Tentar

Atualmente, e caso ache necessário, existem aplicações que o podem ajudar a gerir o orçamento mensal da forma mais adequada. Já sabe, nós estamos cá para isso também. Nós comparamos, você poupa!

Que a Força Esteja Consigo!

Adriana Inácio

Sobre Adriana Inácio

Formada em Gestão Hoteleira e especializada em Marketing Digital, a Adriana iniciou a sua carreira em hotelaria e, posteriormente, em marketing e publicidade. Explorando a temática das Finanças Pessoais associadas à Cultura e Lifestyle, das promoções aos cupões, passando pelas dicas de poupança mais criativas, a Adriana está sempre à procura de novas formas de ajudar os portugueses a otimizar a sua gestão financeira.