Os carros mais caros para segurar em Portugal

|Posted by | Seguros, Todos os Artigos
Tags: , , , , , , ,

carros mais caros

Existem vários fatores que podem impactar o preço de um seguro automóvel. A idade do condutor, a sua experiência, o estado do carro, tudo isso pode influenciar o prémio do seguro. Mas afinal, em Portugal, quais são os carros mais caros para segurar?

Como é óbvio, o preço do carro também tem uma grande influência no valor final do seguro. Os carros mais caros tendem a ter também seguros mais caros. Isto é fácil de perceber, visto que a recuperação dos mesmos – em caso de acidente – pode ficar bastante cara.

Em termos de fatores que podem tornar os carros mais caros para segurar, podem considerar-se os seguintes como sendo os principais:

Fatores que influenciam preço do seguro automóvel
Fatores pessoais Fatores do veículo
Idade Ano do Automóvel
Profissão Preço
Estado Civil Tamanho
Histórico de crédito Modelo/Tipo de carro
Residência do segurado
Histórico de condução

Mas afinal quais são os carros mais caros no seguro automóvel?

Conforme as simulações a que o ComparaJá.pt teve acesso, os automóveis que são apresentados na lista abaixo são os mais caros para segurar em Portugal, para além de serem os mais caros em termos de preço final e de serem considerados bólides de luxo e/ou desportivos.

Para efeitos de cálculo usou-se uma fórmula aproximada do prémio anual de um seguro de danos próprios. A esse prémio anual adicionaram-se também 200 euros do seguro de responsabilidade civil. Chegou-se a estes resultados com base nas simulações que foram feitas nas seguradoras que oferecem este tipo de produtos.

Eis então o Top 5.

#1 – Rolls-Royce Phantom EWB

04

Este modelo da Rolls-Royce leva a “taça” de carro mais caro para se fazer um seguro automóvel, de acordo com os cálculos do ComparaJá.pt. Este carro custa, em média, 11.551 euros só no seguro automóvel.

Tal não é de admirar, visto que a marca inglesa é conhecida pelo fabrico de carros de luxo com alto padrão de conforto e qualidade – tanto que vários Chefes de Estado escolhem esta viatura como meio de transporte. O preço deste modelo em específico, em Portugal, pode bem rondar os 560 mil euros.

#2 – Rolls-Royce Drophead Coupé

03

A Rolls-Royce continua bem representada na nossa lista, desta feita com o seu modelo Drophead Coupé. Quem quiser “levá-lo” para casa tem que se preparar para pagar, por ano, um prémio de seguro automóvel que pode rondar os 10.997 euros.

Este modelo descapotável é também da linha Phantom e é inspirado nos iates de corrida de classe J. Tornou-se, pois, num dos modelos mais raros da própria Rolls-Royce, o que bate certo com o elevado valor do carro. Este modelo tem um custo aproximado de 540 mil euros.

#3 – Bentley Mulsanne Extended WheelBase

05

Continuando na senda dos carros mais caros para segurar, temos um carro de outra empresa britânica na terceira posição. O Bentley Mulsanne Extended WheelBase não deixa a “fama” por mãos alheias. Em termos de performance, consegue, em 5,3 segundos, chegar dos 0 aos 100 km/h.

Mas, claro, o seguro automóvel de um carro deste nível não fica barato. Por ano, o dono deste carro poderá ter que desembolsar algo como 9.593 euros. O valor do veículo também é bastante avultado. Para o adquirir poderá ter que despender perto de 470 mil euros.

#4 – Porsche 911 Carrera Sport Classic

01

A marca alemã também é conhecida pelos seus veículos desportivos de luxo. Mais uma vez, é um “bólide” de edição limitada (com apenas algumas centenas de veículos fabricados). Isto torna-o num dos carros mais caros à venda em Portugal.

Quem quiser adquirir esta viatura de fabrico alemão terá que se preparar para desembolsar aproximadamente 395 mil euros. E para o seguro automóvel? Algo como 8.100 euros por ano.

#5 – Ferrari 458 Speciale Spider

02

Há alguém – mesmo que não seja um profundo entendido em automóveis – que não conheça a Ferrari?A marca italiana conquistou o seu espaço próprio ao fazer um dos melhores carros luxuosos do mercado. E o Ferrari 458 Speciale Spider faz jus ao nome. É um carro para quem não passa sem carregar no acelerador. Faz os 0 aos 100 Km/h em 3 segundos.

Em termos de custo final, pode ficar-se pelos 370 mil euros, sendo que – em termos de seguro automóvel – o dono do veículo pode ter que desembolsar algo como 7.600 euros por ano.

Carros mais caros tornam-se mais acessíveis se forem usados

Estes carros, apesar de nunca serem para todas as carteiras, tornam-se sempre mais acessíveis se recorrer a um crédito pessoal com a finalidade para carros usados. Desta forma, mesmo os carros mais caros podem ficar ao alcance.

Caso vá adquirir um carro usado e, caso queira optar pelo crédito pessoal, deve sempre comparar todas as opções existentes no mercado. O crédito ao consumo é, claro está, mais apropriado para a aquisição de veículos de custo não tão avultado. No portal do ComparaJá.pt pode comparar todas as ofertas de crédito ao consumo com finalidade da compra de veículos (carros ou motas). Basta clicar no botão abaixo.

Henrique Figueiredo

Sobre Henrique Figueiredo

Formado em Ciências da Comunicação e especializado em Ciência Política, o Henrique iniciou a sua carreira em jornalismo, tendo depois estado envolvido em diferentes projetos nas áreas de Comunicação e e-Commerce. Acredita que na poupança está o ganho e, nesse sentido, quer apoiar os portugueses na rentabilização das suas decisões financeiras.

Comentários