Crédito formação: quais os mais competitivos do mercado?

|Posted by | Crédito Pessoal, Todos os Artigos
Tags: , , , , , , ,

crédito formação

Poucos dias após a divulgação dos resultados da primeira fase de acesso ao ensino superior, onde quase 43 mil alunos foram colocados em universidades ou politécnicos públicos, decidimos analisar qual a oferta de crédito formação que existe no mercado.

Condições que quem requere deve reunir, taxas de juro, modos de pagamento e outras especificidades são algumas das características destes produtos, comercializados por sete instituições financeiras em Portugal: Montepio, BPI, Crédito Agrícola, Caixa Geral de Depósitos, Novo Banco, Santander Totta e Cofidis.

Crédito formação: o que é e como solicitar?

O crédito especializado para formação, tal como o nome indica, é destinado a qualquer pessoa que queira estudar, constituindo um empréstimo utilizado para financiar a formação académica, seja ela em Portugal ou no estrangeiro (normalmente, os bancos disponibilizam o dobro do montante para quem pretenda estudar no estrangeiro).

Os cursos abrangidos por este produto são geralmente de certificação tecnológica, licenciaturas, pós-graduações, mestrados, doutoramentos, MBA (Master of Business Administration) ou Erasmus+ e outros programas de intercâmbio internacional.

Estes produtos podem também ser utilizados para projetos de empreendedorismo ou ajudas de custo com despesas relativas a inscrições/matrículas, propinas, material educativo, aluguer de casa fora da zona de residência, viagens, estadias no estrangeiro, entre outras.

Tal como qualquer outro empréstimo, deve ter atenção a alguns aspetos se quiser contratar um produto desta natureza, nomeadamente condições de pagamentos e períodos de carência. Para além disso, tendo em conta a importância de fazer uma boa gestão financeira enquanto estudante, deve ter em conta todas as comissões de abertura do dossier, assim como os períodos de carência de crédito inicial.

O custo do crédito (montante total imputado), condições para obter o empréstimo e manter a taxa de juro ou saber se existem ou não outros benefícios associados são também importantes. Conheça neste artigo outras dicas de crédito para estudantes.

Quanto às vantagens associadas aos créditos especializados para formação, existem várias, como financiamentos até 100%, possibilidade de pagar apenas juros durante 6 meses e prazos até 192 meses, como é o caso do Crediformação Caixa, da Caixa Geral de Depósitos.

Produtos com financiamentos até 100%

Neste momento existem várias instituições financeiras de crédito a oferecer este produto, disponibilizando valores entre os mil e os 75 mil euros e taxas de juro a rondar os 5%, o que é, comparativamente com outros produtos de crédito, manifestamente baixo.

Relativamente ao produto do Crédito Agrícola, os montantes disponibilizados estão compreendidos entre os 5 e os 60 mil euros, sendo que se a formação for em Portugal ou Erasmus, o teto são 50 mil. Se a formação for no estrangeiro, são 60.

Os prazos de pagamento são entre os 36 e 168 meses, sendo que o prazo máximo são 84 meses se a garantia associada for aval ou fiança e 168 se a garantia associada for penhor de aplicações ou hipoteca de imóvel. Eis os prazos de carência de capital do produto do Crédito Agrícola:

Nível de Curso Carência de Capital
Técnico 6 a 42 Meses
Licenciatura 6 a 42 Meses
Pós-Graduação 6 a 12 Meses
Mestrado 6 a 30 Meses
Doutoramento 6 a 42 Meses

Por fim, de referir que as prestações mensais de capital são efetuadas após o período de carência de capital, o que ajuda o estudante a gerir melhor as finanças e é de resto comum neste tipo de produto. Já o pagamento mensal de juros é feito durante o período de carência de capital. 

O mesmo acontece no Crédito Formação do Santander Totta, no qual, no financiamento da licenciatura, pode beneficiar de um período de carência de capital até 48 meses, pagando apenas juros. Para as restantes finalidades, este período de carência pode ir até aos 24 meses.

Uma boa vantagem do produto é a isenção da comissão de formalização e a taxa de juro associada à Euribor a 12 meses ter um spread de 3,5% que pode ser reduzido para 3%, dependendo da média do ano letivo anterior.

Quanto a prazos e montantes, estão disponíveis entre 25 (Portugal) a 50 mil euros (estrangeiro) e 24 a 84 meses, no caso de ser curso superior, e até 60 para os restantes.

Por fim, o produto do Santander Totta possui carência de capital para cursos superiores até 48 meses (sendo que o máximo é a duração do curso mais 12 meses), e os restantes até 24 meses.

Com o mesmo nome segue-se o produto vendido pelo Montepio, que financia as suas despesas de formação, ou dos seus filhos, até 100%, podendo começar a pagar apenas quando terminar o curso. Para além disso, também beneficia de um período de carência após terminar o curso. Na tabela abaixo estão resumidos prazos e montantes do Crédito Formação do Montepio:

Licenciatura Valorização Profissional Pós-graduação, Especialização, Mestrado, Doutoramento e MBA
Origem Nacional Nacional Nacional Estrangeiro
Mínimo 2.000€ 2.000€ 2.000€ 2.000€
Máximo 25.000€ 15.000€ 25.000€ 50.000€
Prazo 84 meses 84 meses 84 meses 84 meses
Carência 6 meses após o período de utilização
Prazo de Utilização de 12 a 60 meses (máximo: nº anos curso)

Por outro lado, o Crédito Formação BPI permite solicitar montantes de mil até 75 mil euros, sendo possíveis amortizações totais ou parciais do montante em dívida, sem qualquer penalização. Quanto aos períodos de pagamento, podem ir até aos 120 meses.

Com este produto do BPI, pode beneficiar de uma utilização faseada do capital (caso opte por carência), com a mobilização de tranches mínimas de 450 euros, o que permite fazer face às despesas de formação à medida que estas vão aparecendo.

Para além disso, neste crédito pode optar por carência de capital por um prazo de 12 meses ou múltiplo de 12 meses. O prazo máximo da carência correspondente à duração do curso acrescido de 6 meses, com o limite máximo de 60 meses.

Tal como o produto anterior, o spread é de 3,5% na modalidade de taxa de juro variável.

Por seu turno, o Crédito NBup Futuro do Novo Banco disponibiliza aos clientes períodos até 12 meses a pagar apenas juros e só depois começar a reembolsar o crédito.

Uma vantagem do empréstimo é a sua versatilidade de objetivos, uma vez que pode ser utilizado para financiar despesas de consumo em geral e projetos de empreendedorismo. No entanto, nos requisitos continua patente ser estudante do ensino superior – público ou privado, universitário ou politécnico.

Os montantes disponibilizados são a partir de mil euros, com um máximo de 30 mil. O prazo mínimo são 12 meses e o máximo 120. A modalidade de taxa de juro fixa está fixada a partir de 5,750% (pressupondo a aplicação de bonificações relativas ao curso e instituição de ensino superior, classificações obtidas e relacionamento com o Novo Banco).

Finalmente, o prazo de carência pode ir até 12 meses. Após a contratação, pode optar por ficar até 12 meses a pagar apenas juros. Após este período, inicia-se a amortização do capital contratado.

O último banco a disponibilizar crédito especializado para formação é a Caixa Geral de Depósitos, cuja taxa de juro pode ser indexada à EURIBOR a 12 meses ou fixa acrescida de spread.

O prazo das prestações – que são constantes em termos de capital, como de juros – pode ir até aos 192 meses. Durante o período de utilização e diferimento, as prestações mensais incluem apenas a componente juros.

O estudante, como garantia do empréstimo, pode constituir fiança ou penhor de aplicação financeira. As principais vantagens do Crediformação Caixa são:

  • Durante a frequência do curso, e até três anos após a sua conclusão, paga só os juros;
  • Possibilidade de escolha entre taxa fixa ou variável;
  • Pagamento de capital após conclusão do curso;
  • Prazos de reembolso alargados;
  • Caso a escola possua protocolo com a Caixa Geral de Depósitos, há ainda lugar a isenção da cobrança de comissão de estudo e de contratação.

Por fim, a agência que comercializa este tipo de produto é a Cofidis, disponibilizando financiamento a 100%, prazos de 24 a 96 meses, montantes até 20 mil euros e TAN de 3,90% a 4,80%.

O Crédito Pessoal Formação está indicado tanto para pessoas com rendimentos ativos no mercado de trabalho ou pais de alunos sem rendimentos, num produto em que o prazo, a taxa e as mensalidades são fixos, sabendo sempre quanto vai pagar por mês e durante quanto tempo.

Algumas das vantagens do empréstimo da Cofidis é que não há comissão de abertura, o único encargo associado ao crédito é a mensalidade e não existe a necessidade de ter fiadores ou avalistas.

Depois, pode amortizar o crédito antecipadamente sem penalizações, de forma total ou parcial. Deste modo, consegue fazer a gestão do crédito ao mesmo tempo que reduz o prazo de pagamento.

Adira a um crédito formação com taxas de juro a partir dos 4%

Com o intuito de analisar o mercado e apresentar alternativas – partindo do pressuposto que impostos e comissões já estão patentes nos montantes financiados – simulámos um cenário de 10 mil euros a pagar durante 48 meses. Quanto ficará um estudante a pagar durante esse período de tempo? E qual será o custo total do empréstimo?

15.000€ – 48 meses
Instituição Financeira Produto TAEG Mensalidade Montante Total Imputado ao Consumidor
Montepio Crédito Formação 4,5% 342€ 16.393€
BPI Crédito Formação 4,7% 343€ 16.443€
Crédito Agrícola Ensino 5% 344€ 16.532€
Caixa Geral de Depósitos Crediformação Caixa 5,3% 348€ 16.691€
Cofidis Crédito Formação 5,5% 348€ 16.699€
Novo Banco Crédito NBup Futuro 10,1% 378€ 18.127€

O Crédito Formação do Montepio apresenta-se como a opção mais competitiva, sendo o custo total de 16.393 euros e a mensalidade de 342 euros. Segue-se o BPI, cuja prestação mensal seria apenas mais um euro do que a proposta do Montepio e a TAEG mais 2%.

Distinguindo-se pela sua flexibilidade e competitividade, este tipo de crédito afirma-se mesmo como uma solução que permite democratizar o acesso à formação a quem não dispõe de recursos suficientes para fazer face ao investimento necessário nesse momento específico.

Sabendo-se à partida que, por exemplo, frequentar um MBA numa instituição de referência permitirá melhorar a situação profissional e, consequentemente, aumentar o nível de rendimentos, apostar num crédito desta natureza para financiar os estudos poderá ser um dos investimentos mais rentáveis que alguém pode fazer. Simule e compare todas as alternativas de crédito especializado para formação:

Frederico Moura Martins

Sobre Frederico Moura Martins

Formado em Ciências da Comunicação e especializado em Ciência Política, o Frederico iniciou o seu percurso profissional em jornalismo e, posteriormente, em produção de conteúdos digitais. Procura aplicar a sua paixão por contar histórias na desmistificação da complexidade dos produtos e serviços financeiros para ajudar os portugueses a poupar e a tomar decisões informadas e conscientes nos diferentes âmbitos das suas Finanças Pessoais.

Comentários