Preencher IRS 2017 em 12 passos: dicas de Sérgio Pereira

|Posted by | Lifestyle, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

preencher irs

A altura de entregar a declaração do IRS está a aproximar-se. Entre 1 de abril e 31 de maio deve preparar-se para a entrega da “papelada”. Preencher o IRS, sobretudo se o fizer online, pode ainda trazer algumas “dores de cabeça”…

Nesse sentido, a participação de Sérgio Pereira, diretor-geral do ComparaJá.pt, no programa Faz Sentido da SIC Mulher procura elucidar os portugueses acerca da melhor forma de cumprirem as suas obrigações fiscais sem dissabores.

Preencher IRS sem ser um bicho de sete cabeças

Basicamente existem 12 passos por que tem que passar para preencher o IRS de forma a evitar surpresas desagradáveis. Às vezes o número de anexos a preencher, quadros a escolher e outras opções pode confundir o contribuinte.

O que é bastante importante, na altura de entregar esta declaração é, sobretudo, não deixar tudo para a última. Preencher IRS no último dia pode ser um verdadeiro “teste” para os nervos, visto que – como muitos portugueses escolhem fazê-lo – o site pode ficar mais lento e bloquear.

E, já sabe, se não entregar o IRS dentro dos prazos estipulados pode mesmo pagar uma coima. Preencher IRS é algo para ser feito com tempo.

Finalmente, quando estiver prestes a finalizar o preenchimento desta declaração de IRS online, existe sempre a opção de clicar no botão “Simular”. Utilizado este comando pode ficar a saber, de antemão, quanto é que vai receber ou pagar de IRS.

No final, quando já tudo estiver preenchido e finalizado, deverá imprimir ou guardar o comprovativo de que pagou o IRS. Mas atenção, só o poderá fazer quando o estado da sua declaração estiver “Aprovado”. E, voilà, a missão “Preencher IRS” está terminada. É mais fácil do que parece e as explicações de Sérgio Pereira na entrevista que deu à SIC Mulher demonstram-no. Não perca:

Henrique Figueiredo

Sobre Henrique Figueiredo

Formado em Ciências da Comunicação e especializado em Ciência Política, o Henrique iniciou a sua carreira em jornalismo, tendo depois estado envolvido em diferentes projetos nas áreas de Comunicação e e-Commerce. Acredita que na poupança está o ganho e, nesse sentido, quer apoiar os portugueses na rentabilização das suas decisões financeiras.

Comentários