Guia Crédito Pessoal

O crédito pessoal é um empréstimo pessoal destinado a financiar necessidades pessoais, incluindo a compra de produtos ou serviços. Contrariamente a um crédito permanente (linha de crédito ou cartão de crédito), as mensalidades de reembolso não reconstituem uma reserva disponível.

Os empréstimos com garantia são empréstimos que solicitam uma garantia que penhore o montante emprestado. As hipotecas da casa são o exemplo mais comum para um empréstimo com garantia. O credor geralmente possui recurso legal para ficar com a garantia no caso de o solicitador falhar o pagamento. O empréstimo com garantia é também visto pelos credores como sendo menos arriscado e os solicitadores normalmente conseguem quantias maiores de dinheiro, prazos mais alargados e, geralmente, taxas de juro mais competitivas. O valor dos ativos da garantia está geralmente relacionado com a quantia emprestada.

Os empréstimos sem garantia são fornecidos sem qualquer garantia e as decisões referentes ao empréstimo são fundamentalmente baseadas no seu salário e em precedentes relativos a créditos. Geralmente, os prazos são mais curtos (normalmente entre os 3 e os 60 meses).

Existem dois tipos de empréstimo para crédito pessoal: às prestações e rotativos.

Os empréstimos às prestações são tipos de empréstimo em que o mutuário é obrigado a uma agenda de prestações e requisitado a efetuar pagamentos fixos regulares durante um período de tempo acordado (prazo do empréstimo) para liquidar a sua quantia de crédito. Existem duas variantes deste tipo de crédito: com garantia e sem garantia (veja a pergunta seguinte para uma explicação da distinção entre estas duas variantes de empréstimo).

Os empréstimos rotativos são mais flexíveis do que às prestações e são semelhantes a possuir um cartão de crédito. Normalmente, o banco estabelece um plano de assistência financeira do empréstimo rotativo e decide a quantia máxima que pode pedir emprestado utilizando o seu plano (também chamado limite de crédito). Pode pedir emprestado as vezes que forem precisas utilizando o programa, desde que o valor total emprestado não exceda o limite de crédito. Os planos de assistência financeira dos empréstimos rotativos não têm uma agenda de pagamento fixa e, à medida que liquida o montante do empréstimo, o crédito disponível é reajustado ao limite de crédito inicial.

Os créditos pessoais podem ser utilizados para uma grande variedade de motivos, nomeadamente:

  • Educação (propinas dos seus filhos, ou educação superior)
  • Consolidar várias dívidas e aproveitar taxas de juro mais baixas
  • Férias (neve, praia, aventura)
  • Casamento de sonho
  • Emergências pessoais
  • Renovar o lar
  • Aproveitar saldos e bons negócios

Geralmente, é aconselhado limitar os seus empréstimos às quantias que realmente precisa. O princípio básico é limitar os pagamentos de empréstimo (incluindo hipotecas e cartões de crédito) a um teto de 30% ou 40% do seu salário bruto.

Antes de solicitar qualquer crédito pessoal, verifique se tem conhecimento dos critérios de elegibilidade. Eles variam consoante o credor, mas os mais comuns passam por ser residente em Portugal e ter idade igual ou superior a 18 anos, entre outros critérios.

Assegure que toda a documentação a submeter está em ordem. Uma inscrição comum de crédito pessoal em Portugal deverá requerer os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação: Cartão de Cidadão (CC) ou Bilhete de Identidade (BI) devem ser suficientes. Se tiver outra nacionalidade que não a portuguesa, deve levar uma autorização de residência
  • Cartão de Contribuinte, caso não tenha Cartão do Cidadão
  • Comprovativo de morada, tais como faturas de água, luz, telefone (fixo ou móvel), gás ou TV por cabo
  • Comprovativo de rendimento: no caso de trabalhador por conta de outrem, recibos de vencimento dos últimos meses; no caso de sócio gerente ou trabalhador por conta própria, a última declaração de IRS; e no caso de reformado, o último comprovativo de reforma
  • Comprovativo de IBAN (International Bank Account Number): cópia do cartão multibanco e talão do multibanco com IBAN ou comprovativo de IBAN impresso através do site do seu banco.
  • Note que os bancos têm acesso a um relatório com o seu histórico de crédito, como parte do seu processo de avaliação. Assim, além dos documentos acima referidos, manter um bom histórico de crédito e demonstrar capacidade de pagar o empréstimo serão fatores importantes para assegurar a aprovação da sua solicitação.
  • Compare e adira em 3 passos

    Porquê o ComparaJá.pt?

    100% gratuita!
    Rápida e simples
    Imparcial e independente

    O ComparaJá.pt é o portal de referência dos portugueses na hora de escolher os melhores produtos financeiros. Utilize a nossa plataforma para obter informação atualizada, transparente e descomplicada.

    Testimonial person
    Resolvi recorrer ao ComparaJá.pt para perceber quais as hipóteses de obter um financiamento pessoal visto ter algumas contas urgentes para liquidar. O serviço prestado foi excelente e muito profissional. Hoje posso dizer que estou mais tranquilo e que não vai ser tão difícil suportar os encargos ao final do mês. Conto com o ComparaJá.pt caso surja algum ‘aperto’ futuro!
    Manuel Ramos, 37, Agualva Cacém

    Já ajudámos milhares de portugueses a poupar.

    Simulações realizadas nas últimas 24 horas.

    Dicas de poupança gratuitas

    Fique a par das últimas novidades financeiras e receba as melhores dicas sobre como poupar dinheiro ao subscrever a nossa newsletter.

    Últimas notícias

    Mantenha-se a par das mais recentes novidades sobre o mundo financeiro e as melhores dicas de poupança. Veja todas as notícias do nosso blog