Postos de carregamento de carros elétricos: como funcionam?

|Posted by | Energia, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

postos carregamento carros elétricos

Sabia que existem cada vez mais postos de carregamento de carros elétricos, com várias opções e modalidades? Portugal é mesmo o 4º país da UE com mais postos de carregamento, com mais de 5.000 pontos dos quais quase mil são rápidos ou ultra-rápidos.

Há ainda perto de 80 operadores de postos e cerca de 20 Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME). Por isso, nunca foi tão fácil carregar o seu veículo na rua, com toda a segurança e rapidez.

Se comprou ou se está a pensar em comprar um carro elétrico, descubra como funcionam estes postos de carregamento e onde os pode encontrar.

Postos de carregamento de carros elétricos: o que são?

Os postos de carregamento de carros elétricos são infraestruturas que permitem o carregamento das baterias dos veículos elétricos. Estes postos estão instalados na via pública ou em espaços privados com acesso público, como supermercados, áreas de serviço ou hospitais.

A gestão de todos os postos de carregamento de carros elétricos está a cargo da MOBI.E, uma rede de mobilidade elétrica. Como um funcionamento semelhante à rede Multibanco, a MOBI.E permite carregar o veículo elétrico com um único cartão em todos os pontos de carregamento da rede pública distribuídos no país.

A frequência com que vai precisar de recorrer a um posto de carregamento depende da autonomia do seu veículo elétrico, da capacidade da bateria, da potência do motor, dos quilómetros percorridos e do seu estilo de condução.

Que tipos de postos de carregamento elétrico existem?

Existem dois tipos de postos de carregamento elétrico: os normais, os rápidos ou os ultra-rápidos. Como as próprias designações indicam, têm velocidades de carregamento diferentes, o que se reflete também no valor que vai pagar. Esclarecemos de seguida as diferenças entre eles.

Postos de Carregamento Normal (PCN)

Os Postos de Carregamento Normal fornecem energia elétrica numa potência igual ou inferior a 22 kW. São mais baratos, podendo cobrar ao minuto ou por quilowatt-hora (kWh), e mais fáceis de encontrar, mas nos postos de potência mais baixa o tempo de carregamento total pode ir até 8 horas.

Por outro lado, nos postos que fornecem a potência máxima de 22 kWh só precisa de esperar 1 hora para alcançar 80% da bateria do veículo. O preço médio é de 3 cêntimos por minuto, mas o valor é diferente em cada posto.

Postos de Carregamento Rápido (PCR) ou Semirápido

Estes postos de carregamento transferem energia numa potência sempre superior a 22 kWh. Se o posto operar a uma potência de 22 kW é considerado carregamento semirrápido e demora 45 min para carregar 100 km no veículo.

Se operar a uma potência superior de 50kW é considerado rápido e o tempo desce para cerca de 20 minutos para carregar 100 km. Beneficiar desta celeridade implica um custo mais elevado: podem ser cobrados até 40 cêntimos por KWh ou 16 cêntimos por minuto.

Posto de carregamento ultrarrápido de veículos elétricos (PCUR)

O carregamento ultrarrápido tem uma potência bastante superior aos restantes. Normalmente, os postos que oferecem este tipo de carregamento têm uma potência de 120 kW a 160 kW. O carregamento com potência de 150 kW permite carregar 100 quilómetros em cerca de cinco minutos, dependendo das características do veículo.

Carregamentos domésticos

É ainda de referir que pode carregar o seu carro elétrico em casa, desde que disponha de uma solução técnica (wallbox) própria para o efeito. As habituais tomadas de casa não são seguras para este tipo de utilização, pelo que terá de instalar uma wallbox ou configurar um conjunto de tomadas, fichas e cabos concebidos especificamente para este efeito.

Na maior parte dos casos, tanto o fabricante automóvel como os Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME) disponibilizam todos os acessórios para este fim.

Poderá consultar a localização de todos os postos de carregamento de carros elétricos no site da Mobi.E.

Como usar os postos de carregamento de carros elétricos?

Em primeiro lugar, deve fazer um contrato com um dos Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME), que mais não são do que as habituais empresas fornecedoras de energia em Portugal. Da mesma forma que escolhe um fornecedor para a luz e o gás para a sua casa, também poderá escolher o seu CEME, em função das condições oferecidas.

Aliás, se o CEME que escolher for da mesma entidade que fornece a eletricidade para casa, isso pode originar alguns descontos. A lista dos CEME existentes encontra-se disponível no portal da Mobi.E.

Depois de contratar o seu CEME, terá de aguardar pela chegada de um cartão que lhe dará acesso aos postos de carregamento da rede pública de mobilidade elétrica. Atualmente a rede conta com mais de 5 mil postos espalhados por todo o território nacional, incluindo Açores e Madeira, pelo que poderá facilmente encontrar um posto perto da sua localização atual.

Para efetuar o carregamento do seu veículo elétrico, só precisa de efetuar os seguintes passos:

  1. Desloque-se a um posto de carregamento de carros elétricos;
  2. Passe o cartão no posto e selecione o tipo carregamento;
  3. Escolha a tomada (a tomada depende do fabricante automóvel, tal como as entradas num computador);
  4. Ligue a ficha ao veículo para iniciar o carregamento;
  5. Para terminar o carregamento, passe novamente o cartão no posto e selecione a opção “terminar carregamento”;
  6. Retire a ficha do veículo e está pronto para seguir viagem.

Quanto custa carregar o carro elétrico num posto de carregamento?

O custo de carregar o carro elétrico num posto de carregamento não é fixo. Varia de acordo com:

  • O preço da energia consumida, que depende da tarifa definida pela empresa com que fez contrato.
  • A taxa de utilização do posto (que depende do operador do posto e que pode, ainda, variar conforme o tempo de carregamento).
  • O Imposto Especial ao Consumo de Energia Elétrica (IEC) e o Imposto de Valor Acrescentado (IVA).

À semelhança do que já acontece com a sua fatura da luz, o valor cobrado pelo carregamento do seu carro elétrico também constará na fatura mensal emitida pelo CEME que escolheu.

Assim, a cobrança é mais parecida com aquela que já existe nas casas dos portugueses em serviços de eletricidade, gás e água do que com a que é feita nos postos de combustível tradicionais.

Exemplo:

Imagine que no contrato estabeleceu um valor de 0,22 cêntimos por kWh, a que se soma a tarifa do operador de 0,15€ de valor fixo por carregamento e 0,11€/kWh. Para além disso, deve considerar ainda as taxas e impostos. Para efeitos deste exemplo, considere 0,001€/kWh pelo IEC (Imposto Especial ao Consumo de Energia Elétrica) e o IVA do carregamento.

Considerando um automóvel com bateria de 35.5 kWh e autonomia para 300 km, o custo total de carregamento é calculado multiplicando 35.5 kWh por 0.22 cêntimos por kWh, ou seja, 7.81€. A isto somaria a tarifa do operador de 4,05 € e taxas e impostos no valor de aproximadamente 2.5€. Assim, o carregamento neste posto teria um custo total de 14,36€ para percorrer 300 km ou 4,8 € por cada 100 km.

Se compararmos com um veículo a gasolina que consuma 7 litros a cada 100 quilómetros, e considerarmos que o custo da gasolina é de 2,1€ por litro, o custo para os mesmos 100 km é de 14,7€. A poupança é assim de praticamente 10€ (14,7€-4,8€) por cada 100 km percorridos. Se percorrer 50 km por dia, ao final de um ano poupou cerca de 1.825€.

Sempre que utilizar o seu cartão para iniciar um carregamento, a energia consumida é comunicada ao CEME que, por sua vez, lhe faz chegar a fatura com o descritivo de todos os consumos efetuados.

É seguro utilizar os postos de carregamento de carros elétricos?

Os postos de carregamento de carros elétricos estão preparados para carregar o seu veículo em total segurança, e foram concebidos de forma a garantir que a energia que está a pagar não está a ser utilizada para carregar outra viatura.

O cabo de carregamento não pode ser retirado sem que passe o seu cartão CEME. Por isso, pode aproveitar o tempo de espera para ir às compras, almoçar ou trabalhar, sem receio.

Quando carregar o seu carro elétrico, deve ter em atenção a potência do posto. Certifique-se de adequar a potência de carregamento à potência máxima que o seu veículo pode receber.

Quando procurar um posto no mapa da rede Mobi.E., vai encontrar a indicação da potência disponível. Esta verificação é importante para não gastar mais tempo e dinheiro que o necessário.

Agora que está mais informado sobre o funcionamento e os custos dos postos de carregamento de carros elétricos, pode utilizar e abastecer o seu veículo à medida das suas necessidades e da melhor forma possível.

Regina Xavier

Sobre Regina Xavier

Responsável pela área de Energia do ComparaJá.pt com a missão de ajudar famílias e empresas a otimizarem os seus custos e a alcançarem sustentabilidade energética. Especialista na implementação de projetos digitais de crédito no sector da Banca e em FinTechs, tendo passado pela consultora Management Solutions e pela Fintech Raize. É mestre em Gestão pelo Instituto de Empresa em Madrid e licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa.

Comentários