Netflix ou Pacote de Telecomunicações: qual compensa mais?

|Posted by | Telecomunicações, Todos os Artigos
Tags: , , , , , ,

netflix

Numa altura em que a oferta de conteúdos de entretenimento surge de todas as formas, a Netflix conseguiu sobressair ao trazer conteúdo exclusivo, produzido e distribuído pela própria. Mesmo sendo uma oferta tentadora, será que compensa mais quando comparada com as ofertas de canais premium de filmes e séries dos pacotes de telecomunicações?

Quais os benefícios de ter Netflix?

No âmbito das vantagens da Netflix, destaca-se, desde logo, a oferta da primeira mensalidade e o facto de não obrigar o consumidor a um período de fidelização – o cliente desiste quando quiser e pode retornar igualmente quando mais lhe aprouver.

Os custos deste serviço são também apelativos: a opção mais acessível custa 7,99 euros por mês, mas, no entanto, apenas permite aceder através um dispositivo de cada vez (seja este o PC, o smartphone, o tablet ou a televisão) e em definição padrão (SD).

Por seu turno, se o consumidor optar pela solução Standard (10,99 euros por mês) já consegue ver conteúdos em dois ecrãs ao mesmo tempo e em alta definição (HD).

Já com o plano Premium, no valor de 13,99 euros por mês, torna-se possível desfrutar de quatro ecrãs em simultâneo, tanto em HD como em UHD (Ultra-Alta Definição), quando disponível.

Planos de streaming da Netflix
Base Standard Premium
Preço mensal 7,99€ 10,99€ 13,99€
HD disponível
Ultra HD disponível
Ecrãs em que pode ver em simultâneo 1 2 4

Dados recolhidos a 6 de novembro de 2018.

Há que salientar ainda que a Netflix permite criar até cinco perfis personalizados por conta para que cada utilizador receba as sugestões de séries e filmes do seu agrado.

Ao nível das desvantagens cabe referir apenas a indispensabilidade da Internet para se poder usufruir da Netflix. Pese embora o custo acessível dos planos deste serviço, a verdade é que, se vai dar muito uso a esta plataforma (especialmente a ver séries quando vai nos transportes públicos, por exemplo), vai necessitar sempre de um plano de Internet adequado e de uma velocidade de Internet razoável.

Neste sentido, pode até não compensar ter Netflix e optar, ao invés, pela oferta das operadoras de telecomunicações de canais com filmes, documentários e séries, que podem até ter um catálogo que lhe agrade mais. Ora vejamos.

Qual é a oferta da Vodafone?

Se o seu pacote de telecomunicações é da Vodafone, pode aderir à Netflix nas apps da sua televisão. Por mais 10,50 euros por mês, esta operadora disponibiliza ainda o Play Motion, que dá acesso a mais de 2 mil filmes e séries, e por mais 3,99 euros pode adquirir o Fox+ (que agrega os melhores conteúdos da FOX), se for cliente do serviço TV Net Voz da Vodafone.

Esta operadora oferece ainda o chamado Pack TV Plus (por um custo mensal de 4,99 euros) para além de possuir um videoclube com uma ampla variedade de filmes, tanto em SD como HD, cujos preços normalmente rondam entre os 2,99 e os 4,50 euros.

Por fim, cabe referir que o pacote básico de TV Net Voz da Vodafone tem o valor mensal de 34,40 euros, incluindo:

  • Telefone fixo;
  • TV Box com 200 horas de gravações automáticas;
  • 145 canais de TV;
  • 100 Mbps de Internet.

A este pacote 3P da Vodafone o consumidor pode agregar um pack de cinco canais TV Cine & Séries (por mais 10 euros por mês) e, para quem aprecia, é possível ainda contratar um conjunto de canais asiáticos (SET Asia, SET Gold, Star Gold e Star Plus) por 20,90 euros mensais.

Soluções da MEO: MEO Go e acesso à Netflix

O MEO Go, o serviço de visualização por streaming da MEO, dá acesso a todos os canais de televisão em tempo real, gravações automáticas, canais premium subscritos e videoclube em qualquer lugar, no PC, no tablet ou no smartphone, para além de poder ainda aceder diretamente à Netflix.

O pacote TV+Net+Voz 100 da MEO é o mais básico desta operadora e custa 35,49 euros por mês. Para os clientes com serviço de TV e Internet desta operadora, o MEO Go é gratuito, mas apenas pode ser usado dentro de casa.

Já o MEO Go Multi pode ser usado tanto dentro como fora de casa e possui um custo de 4,99 euros por mês (após oferta de uma mensalidade gratuita), exceto nos pacotes GIGA, M5O Start e M3O Net, nos quais está incluído.

O grande benefício a apontar neste serviço de streaming da MEO prende-se com o facto de o consumidor não precisar de gastar dados móveis com a app sempre que estiver conectado a uma rede MEO.

No entanto, há um senão: os canais premium subscritos pelo cliente, à exceção da Sport TV, não podem ser visualizados em vários equipamentos em simultâneo.

Para os clientes da MEO, os canais TV Cines & Séries custam 10 euros por mês, enquanto os canais asiáticos SET Asia, SET Max, ZEE TV e ZEE CINEMA encontram-se disponíveis por uma mensalidade de 16,49 euros.

Já o custo de alugar um filme no Videoclube da MEO varia entre os 3 e os 5,50 euros, com a possibilidade de se fazer o download dos filmes alugados para o PC para ver offline.

Por último, importa também referir a existência do pacote MEO Séries, que abarca as séries do AXN e o canal BBC Entertainment por um custo de 5 euros por mês, sendo que é gratuito até ao último dia do ano de 2018.

NOS Play

O pacote base de TV Net Voz da NOS tem um custo mensal de 35,49 euros e inclui uma box HD, sendo possível juntar o serviço NOS Play pelo valor de 7,50 euros/mês.

O NOS Play possui funcionalidades muito semelhantes às do MEO Go, mas, contudo, inclui o Fox+, que confere acesso ilimitado a todos os filmes e séries dos canais Fox, tais como The Walking Dead e Anatomia de Grey, por exemplo.

A NOS dispõe ainda de três canais asiáticos (para clientes fibra e Iris) que transmitem filmes de Bollywood e novelas: Zee TV (12,50 euros por mês), Max (5 euros por mês) e SET Asia (5 euros por mês).

Além desta oferta, esta operadora possui ainda uma especial para os amantes do grande ecrã: dois bilhetes pelo preço de um em qualquer sala de cinema NOS ou, em alternativa, a oferta de um menu pequeno com pipocas e bebida na compra de um bilhete.

Quais as vantagens da NOWO TV?

A aplicação NOWO TV é gratuita para os clientes desta operadora e confere acesso total ao videoclube e ainda a uma funcionalidade designada por “flashback”, que permite ver ou rever qualquer programa que já tenha sido transmitido.

Entre as qualidades desta app destaca-se o seu motor de pesquisa, no qual é possível encontrar um filme ou uma série apenas através do nome de um ator. É possível ainda aceder ao Fox+ pelo valor mensal de 3,99 euros por mês.

O pacote mais económico da NOWO custa 25,99 euros por mês e só abrange Internet e TV. Por 10 euros por mês é possível aderir aos canais TVC1, TVC2 e TVSéries em HD, bem como TVC3 e TVC4 em SD.

Afinal, qual das opções compensa realmente?

Tudo se prende com as séries que se deseja ver. Se a preferência passa por séries como Narcos, House of Cards, a Casa de Papel, entre outros, que são originais da Netflix, talvez faça sentido adquirir um pacote que permita acrescentar este serviço.

Mesmo que a sua operadora não seja a Vodafone nem a MEO, poderá sempre ter Netflix desde que tenha uma smart TV ou um cabo HDMI que permita ligar o portátil à TV.

Por outro lado, se as suas séries preferidas já passam nos canais regulares incluídos nos pacotes de telecomunicações ou em canais premium como o TVCine & Séries, pode fazer sentido jogar com o preço do pacote normal e perceber qual fica mais em conta quando se acrescentam estes canais premium por mais 10 euros mensais.

Tendo em consideração que o plano mais básico da Netflix apenas se encontra disponível para um ecrã de cada vez, terá forçosamente de optar pelas soluções mais caras se pensa dividir a conta entre amigos, por exemplo. No entanto, ao dividir a conta, é sempre possível ficar a pagar menos, desde que se entre em acordo quanto ao número de utilizadores e em que dispositivos cada um vê e quando.

Todavia, com as ofertas das operadoras poderá assistir a conteúdos diferentes em vários dispositivos em simultâneo. É uma questão de avaliar as suas preferências face ao orçamento de que dispõe e fazer a escolha que mais lhe convier depois de comparar as alternativas disponíveis.