Menu
Ligue
Ligue 211 165 765 Seg - Sex: 10h às 19h

Sucesso - terminou sessão

Enviaremos um email com as instruções para poder alterar a sua palavra-passe

guia para comprar casa em 2018

Tudo o que sempre precisou de saber sobre a compra de casa encontra-se no nosso eBook gratuito. Com este Guia Completo para Poupar na Compra de Casa em 2018 ficará a conhecer todas as taxas, impostos e comissões associados à aquisição de uma habitação, aprenderá sobre os atributos que deve procurar para escolher a melhor casa para si e ainda saber como poupar milhares de euros no financiamento. Comprar casa é um investimento para a vida e, como tal, é essencial que o futuro proprietário tenha o máximo de informação em mãos para tomar a melhor decisão. Neste sentido, o ComparaJá.pt e o Imovirtual juntaram-se para oferecer a todos os seus clientes e seguidores este manual gratuito. Neste eBook vai poder encontrar uma série de dicas e de conhecimentos úteis que lhe permitirão poupar milhares de euros quando for comprar casa e pedir financiamento. Antes mesmo de ir à procura de casa ou de comparar o melhor crédito à habitação, ao ler este guia vai ficar a compreender conceitos essenciais que lhe permitirão adquirir o imóvel que sempre quis, cortando em todos os custos.

Como saber se é o momento certo para comprar casa?

O momento certo para comprar casa difere de pessoa para pessoa. Porém, existe um conjunto de aspetos a ponderar que podem ajudar a tomar uma decisão. Em primeiro lugar, há que analisar o orçamento mensal por forma a mapearem-se todas as despesas face aos rendimentos e assim ganhar perceção da capacidade financeira que se tem para suportar um empréstimo à habitação. Neste sentido, o momento certo deverá coincidir com a altura em que já se possui uma situação profissional estável. Arrendar primeiro antes de comprar pode ser uma solução mais acertada para quem prefere ter mais algum tempo para poupar para a entrada inicial. Por conseguinte, o arrendamento com opção de compra afigura-se também uma opção viável: permite arrendar primeiro a casa que se pretende adquirir (durante dois a cinco anos, regra geral) e comprar quando o prazo terminar, se assim se desejar. Por outro lado, se se dispuser de capitais próprios (tanto para assinar o contrato-promessa de compra e venda como para liquidar a entrada inicial exigida pelo banco), então é a altura ideal. Outro fator essencial a considerar é a detenção de um bom historial de crédito e a não existência de dívidas, que facilitarão a aprovação do financiamento para comprar casa.

Quais são os fatores que mais influenciam a escolha de uma casa?

A escolha da habitação é provavelmente a etapa mais difícil do processo de compra de uma casa, especialmente se estivermos a falar da habitação própria permanente. No fundo, este será o imóvel no qual se irá viver durante largos e bons anos, alargar a família e conviver com os amigos. Apesar de esta ser uma fase muito cansativa (no fim de contas, não se trata de uma escolha fácil), é também a mais interessante e é preciso estar preparado para pensar em tudo. Desde logo, a localização é um elemento crucial. A dicotomia entre campo e cidade surge aqui como a decisão que, em primeiro lugar, irá desbloquear todas as dúvidas sobre a zona em que se desejará viver. Prefere-se a agitação da cidade e toda a sua proximidade relativamente a comércio, serviços e infraestruturas ou a quietude e a qualidade de vida do campo são características do local onde se imagina residir? Ademais, a casa está numa zona cuja valorização num futuro próximo está prevista? Porém, é expectável que quanto maiores forem as perspetivas de valorização, mais elevado será o preço. Cabe salientar ainda a finalidade da casa. Consoante seja para viver em permanência, para passar férias ou fazer escapadelas ou mesmo para arrendar, os objetivos a que se destinará a casa em muito influenciarão o tipo de imóvel escolhido. Quanto maior é a residência, à partida mais avultado será o investimento. Adequar o tamanho da habitação às necessidades do agregado familiar é essencial e é o que influenciará a escolha entre uma moradia ou um apartamento e definirá o número de divisões da casa. O melhor é fazer-se uma checklist das caraterísticas da casa ideal: garagem, piscina, varanda, aquecimento central, ar condicionado, arrecadação, etc. Por último, mas não menos importante, convém também decidir-se, desde logo, relativamente às condições do imóvel: é preferível um novo e pronto a habitar ou um usado que se pretenda remodelar? Uma casa nova será mais cara do que uma usada, mas, por outro lado, terá menos custos de manutenção e poderá ser personalizada a gosto. Depois de ponderados todos estes atributos, encontrar a casa ideal será uma tarefa muito mais fácil.

Como garantir que se tem o melhor financiamento para comprar casa?

Dificilmente alguém consegue pagar a sua casa a pronto somente com o valor acumulado das suas poupanças, de maneira que o recurso ao crédito torna-se na principal opção disponível para adquirir uma habitação própria. No momento de contrair o crédito para comprar casa é fundamental selecionar a instituição financeira certa - que oferece as melhores condições -, ter o montante suficiente para a entrada inicial, pensar em quantos anos se terá capacidade para reembolsar o valor emprestado e deter conhecimentos suficientes para analisar as propostas dos bancos.

Definir o prazo e o montante

Tendo em conta o orçamento mensal e a taxa de esforço, poder-se-á, desde logo, definir qual o montante a pedir emprestado para comprar casa, até porque dificilmente os bancos emprestam a 100%. Depois há que determinar o número de anos em que se pensa reembolsar o empréstimo na totalidade.

Fazer várias simulações e comparar

Não aceitar a primeira proposta de financiamento que for apresentada é essencial para poupar ao máximo – pode-se estar a aceitar um spread muito acima do que é praticado no mercado, por exemplo. Dada a grande competição das instituições financeiras hoje em dia, estas concorrem entre si para oferecerem cada vez melhores condições aos clientes, pelo que, para além da simulação no banco atual, vale a pena solicitar outras e confrontar os valores.

Olhar para além do spread

Que condições devem ser analisadas e comparadas? Mais do que o spread, os valores das comissões (tanto as iniciais como as aplicadas ao longo do empréstimo), e as taxas de juro praticadas, é importante olhar para o montante total imputado ao consumidor, ou seja, o valor final que se irá pagar pelo empréstimo (englobando capital mais juros, comissões e seguros).

Simulador líder em Portugal de produtos de Crédito e Telecomunicações

100% gratuito
Rápido e simples
Imparcial e independente

Utilize os simuladores do ComparaJá.pt para resumir todo o mercado às opções mais adequadas para si. Beneficie do nosso acompanhamento personalizado, sem compromissos, para aderir à melhor oferta de forma informada.

customerpromise.alt

Consiga as melhores condições no seu Crédito Habitação

Para além de agregarmos e compararmos todas as ofertas existentes no mercado português, apresentamos também as características e vantagens de cada produto.
Dessa forma, garantimos que os nossos utilizadores conseguem tomar uma decisão informada, beneficiando das melhores condições para o seu perfil e necessidades.
Facilitamos todo o processo de análise e comparação do mercado ao permitir o acesso, de forma intuitiva e em menos de 1 minuto, a todos os custos e condições contratuais de cada produto.

Testimonial person
Sem ter de ir aos bancos encontrei ajuda no simulador do ComparaJá para escolher o meu empréstimo para a casa. O apoio ao telefone foi impecável e trataram-me tudo. Recomendo.
Ana Santos, 52 anos, Setúbal