Potência contratada: o que é e como escolher?

Susana Pedro Editor: Susana Pedro

Faturas de luz muito altas? Quadro elétrico sempre a desligar? Podes ter uma potência desajustada à tua casa. Descobre o que é a potência contratada.

A potência que escolhes quando assinas o contrato de energia pode estar na base de um gasto excessivo e desnecessário de luz ou, por outro lado, provocar falhas constantes no teu quadro elétrico. Tudo depende da potência contratada. Descobre o que é, porque é importante e como escolher.

O que é a potência contratada e porque é importante?

A potência contratada é a potência total que tens disponível em casa. Existem 13 opções de potência contratada, sendo que as mais comuns para clientes residenciais variam entre os 3,45 kVA ou 6,9 kVA (Kilovolt Ampere), o que torna a escolha algo complexa. Mas a regra base é simples: a potência contratada deve ser o suficiente para satisfazer a potência agregada dos aparelhos que usas ao mesmo tempo.

Quando a soma da potência dos aparelhos ligados ultrapassa o máximo contratado, o disjuntor da instalação interrompe a corrente elétrica e o quadro desliga-se. Isso significa que precisas de uma potência maior.

Por outro lado, também poderás ter uma potência mais alta do que aquela de que efetivamente precisas. Se não costumas usar muitos equipamentos elétricos em simultâneo, poderás considerar baixar o valor de potência contratada, e assim poupar na fatura da luz. Porquê? Porque a potência contratada não está indexada ao consumo de energia; é uma parcela independente que é faturada ao dia. Uma potência contratada mais alta implica um preço maior.

Podes encontrar o valor da potência que contrataste na tua fatura de eletricidade (em formato físico ou digital) e, de seguida, confirmar se tens o valor mais adequado para as tuas necessidades diárias.

Descobre:

Como decidir a potência contratada?

Para escolher a potência contratada mais acertada para cada caso, devem ser tidos em conta vários fatores: o tamanho da casa, o número de pessoas que lá vivem, a potência dos eletrodomésticos e o número de horas de utilização diária.

O primeiro nível de potência contatada, de 3.45 KVA, é a melhor opção para um apartamento pequeno. Escolhe esta opção se não ligas, em simultâneo, mais do que um frigorífico, uma máquina de lavar roupa, um televisor e um computador.

No entanto, tem em consideração que esta potência contratada pode ser limitativa. Não é possível, por exemplo teres a máquina de lavar louça e roupa a trabalhar ao mesmo tempo. Para isso, são necessários 3 a 4 kW de potência.

O mesmo acontece, por exemplo, ao carregares um carro elétrico ou mesmo com uma placa de indução. Nestes casos, a potência contratada mais indicada é a média (4.60 kVA) que lida bem com um frigorífico, uma máquina de lavar roupa, dois televisores, um computador, e um micro-ondas ligados ao mesmo tempo.

Se vives num apartamento T4 (para 4 ou 5 pessoas), prefere a potência contratada de 6.9 kVA. Para famílias numerosas, ou casas com piscina, é recomendado optar por contratos entre 10.35 kVA e 13.8 kVA.

Por vezes, instalar um carregador para o teu veículo elétrico na tua habitação requer uma potência elétrica adequada. No entanto, existem soluções para limitar o impacto do carregamento na tua instalação elétrica. Descobre como podes evitar a necessidade de aumentar a potência contratada para carregares o teu carro neste artigo da ChargeGuru.

Considerando o conjunto de equipamentos que necessitas de ter ligados em simultâneo, faz a tua escolha em conformidade. Prevê o teu cenário de consumo quer para o verão, quer para o inverno, para teres a certeza de que fazes a escolha certa. O nosso simulador de eletricidade e gás permite-te saber qual a potência contratada para o teu caso em particular.

É possível alterar a potência contratada?

E se quiseres mudar a potência contratada depois de já teres celebrado um contrato? Podes facilmente fazê-lo, e é gratuito. No mercado livre da luz, os clientes têm a liberdade de proceder a todas as alterações que assim desejarem, como mudar a titularidade ou a potência contratada, sem qualquer custo associado.

A única exceção ocorre se a instalação elétrica não suportar a potência que quiseres contratar. Caso contrário, basta solicitares a alteração ao teu fornecedor de energia, fornecer a tua identificação, a morada e o Código Ponto de Entrega.

Depois de o teu pedido ter sido recebido, é agendada uma visita do técnico para proceder à alteração no teu quadro elétrico ou, se tiveres um contador inteligente, a potência é alterada remotamente.

Conhece:

Como poupar ainda mais na conta de eletricidade?

Alterar a potência contratada não é a única forma de poupares na conta da luz. Há pequenos gestos que podem garantir uma poupança considerável. Comunica as leituras todos os meses para manteres um acompanhamento próximo, desliga as fichas das tomadas em vez de deixar os eletrodomésticos em stand-by, ou usa tomadas inteligentes.

Sempre que possível, opta por eletrodomésticos mais eficientes, pois têm um consumo mais baixo. Lava a roupa e a loiça a 40º e troca as lâmpadas por alternativas LED, pois apesar de mais caras no momento da compra compensam a longo prazo.

Podes ainda poupar com as energias renováveis, nomeadamente através da instalação de painéis fotovoltaicos para autoconsumo. A Unidade de Produção para Autoconsumo (UPAC) injeta a energia solar produzida na instalação de consumo, minimizando o consumo da rede pública. Qualquer pessoa, singular ou coletiva, bem como condomínios de edifícios com propriedade horizontal que tenham um contrato de compra de eletricidade podem ser produtores.

Sabe mais:

Concluindo…

Garantir que tens a tarifa de eletricidade mais vantajosa também é importante. Averigua a oferta do mercado, tendo em consideração o preço, a forma de pagamento, e se existe algum desconto em agregar o gás natural, para que contrates a opção mais em conta.

Ajustar a potência contratada é algo muito simples, mas que pode fazer uma grande diferença no consumo de energia no teu dia-a-dia e, por consequência, na eficiência energética da tua casa. Assim, verifica se a sua potência contratada atual é a mais adequada para as suas necessidades diárias.


Susana Pedro
Susana Pedro
Content Writer