INFOGRÁFICO | Finanças à prova de Natal

|Posted by | Multimédia, Todos os Artigos
Tags: , , ,

árvore de NatalOs sinos tocam, as luzes da árvore de Natal brilham e (esta é a parte mais “chata”) a carteira fica mais leve. Consoante os últimos dados divulgados pelo estudo do Observador Cetelem, 24% dos portugueses tencionam, pelo terceiro ano consecutivo, pagar as compras de Natal com cartão de crédito.

É normal que as despesas sejam muitas nesta época festiva e é mais natural ainda sentir dificuldades na hora de pagar tudo. Para ultrapassá-las, preparámos uma árvore de Natal para deixar as finanças à prova desta quadra.

Entre as prendas, a ceia, a fatura da eletricidade que vem no final do mês com aquele extra que se usa na iluminação, as deslocações para ir passar o Natal com a família a outras cidades (ou até a outros países!), e ainda a passagem de ano logo a seguir, o mais provável é precisar de algum auxílio financeiro para todos estes gastos.

As duas opções são simples. Geralmente, para compras mais faseadas e de menor valor, o cartão de crédito costuma ser uma boa possibilidade. No entanto, se a preferência for financiar tudo de uma vez e deixar logo tudo pago – e se os custos natalícios ultrapassarem os mil euros  – o crédito pessoal pode ser uma escolha a considerar, especialmente se as taxas de juro forem mais reduzidas.

Decidir através da árvore de Natal

Numa época em que todos nos sentimos mais generosos e repensamos as nossas decisões, o Natal devia ser um tempo de paz. O pior acontece quando essa paz é apanhada pelo stress dos assuntos financeiros e do excesso de despesas. Uma coisa é certa: os problemas de financiamento no Natal surgem quando se brinca à “apanhada” com as finanças.

Isto é, se nos prepararmos com antecedência, não há razões para uma crise financeira natalícia. Planear um orçamento e segui-lo, definindo quanto se prevê gastar exatamente, é o primeiro passo. Todavia, bem sabemos como pode haver sempre aquele extra que é necessário (aquela prenda que gostávamos mesmo de oferecer aos filhos, mais uns membros da família que afinal vieram visitar este ano…).

Como decidir o modo de pagamento e simultaneamente criar umas finanças à prova de Natal? Consulte abaixo a nossa árvore de Natal para decidir conscientemente qual a forma mais útil de comprar as habituais prendas desta festividade.

Tenha apenas em atenção que, no caso de decidir usar o cartão de crédito para as compras, faça-o sempre próximo do seu rendimento disponível e mantenha os pagamentos em dia, pois assim até irá reforçar o seu historial de crédito e não entrará em incumprimento com risco de sobreendividamento.

O objetivo é que tenha um Natal feliz e repleto de boa disposição – não vale a pena abusar nas prendas, pois de certeza que os seus familiares não desejam vê-lo sentir-se miserável e com dívidas!

árvoreNatal
MilhasAereas Pontos Cashback
Nair Dos Santos

Sobre Nair Dos Santos

Especializada em Economia Internacional, a Nair iniciou o seu percurso profissional em Marketing Institucional. Alia a sua criatividade ao universo financeiro com o objetivo de ajudar os portugueses a melhorar a sua literacia financeira e contribuir para o desenvolvimento de uma economia sustentável.

Comentários