Descubra como aumentar a eficiência energética da sua casa

|Posted by | Crédito Pessoal, Todos os Artigos
Tags: , , ,

eficiência energética

As maiores poupanças que se podem fazer começam dentro de casa. E uma casa poupada é, sem dúvida, uma habitação na qual existe eficiência energética. Seja procedendo a algumas obras ou mesmo com pequenas mudanças, é possível eliminar fugas de calor e evitar gastos extra no orçamento familiar para aquecer e/ou arrefecer as divisões. Além disso, as energias renováveis são já muito expressivas em Portugal. Fique a saber como aumentar a eficiência energética da sua casa.

Em que consiste a eficiência energética?

A eficiência energética consiste em utilizar racionalmente a energia por forma a gerar o menor gasto possível. Neste sentido, as energias renováveis são as mais eficientes, tanto ao nível do aquecimento das águas como de climatização. A instalação de painéis solares em casa pode fazer alcançar uma redução de 60% no consumo de energia para aquecimento de águas sanitárias.

Porém, o investimento inicial em painéis solares é avultado, obrigando os consumidores com maiores preocupações ambientais a desembolsarem, de uma só vez, uma grande quantidade de dinheiro para poderem ter este tipo de instalação em casa. Contudo, este tipo de investimento pode ser faseado em prestações mensais se financiar o investimento com um empréstimo especializado para energias renováveis.

Ainda assim, para auxiliar os proprietários a aumentarem a eficiência energética das suas habitações, no passado dia 13 de abril o Governo lançou o programa Casa Eficiente 2020, que visa conceder empréstimos para o efeito.

Que obras são necessárias para melhorar a eficiência energética?

Para além da instalação de painéis solares já referida como solução, existem outras melhorias que podem ser levadas a cabo numa habitação para que a mesma se torne mais eficiente energeticamente.

Isolamento térmico

Desde logo, a aplicação de isolamento térmico nas paredes, pavimentos e cobertura é essencial para aumentar a eficiência energética de uma habitação, dado que minimiza a fuga de calor do interior para o exterior. O isolamento é feito com materiais termicamente muito resistentes, o que faz com que haja menor perda de energia do interior para o exterior no inverno e sobreaquecimento no verão.

Quanto melhor for o isolamento de uma casa, mais será possível evitar o investimento em aquecimento central e/ou ar condicionado para aquecer e/ou arrefecer as divisões, o que se traduz numa grande redução de consumos e, consequentemente, em poupanças acrescidas.

Atualmente, os tipos de isolamento térmico que existem são os seguintes: lã de vidro, lã de rocha, espuma de poliuretano, poliestireno expandido, poliestireno extrudido e aglomerado de cortiça.

Substituição de janelas

E se o isolamento nas paredes, cobertura e pavimento é essencial, também é necessário pensar num dos fatores que mais pode contribuir para a perda de calor: as janelas. Estas devem ter caixilharia em PVC para que se mantenha o ambiente isolado e se evitem perdas de calor que levam a gastos acrescidos no aquecimento.

Além disso, o ideal é ter vidros duplos, porque, para além de atenuarem o ruído exterior, permitem controlar a temperatura dentro de casa.

Eletrodomésticos com baixo consumo

Normalmente, quanto mais antigo for um eletrodoméstico, mais elevado será o seu consumo energético. Para gastar o mínimo possível em energia, o ideal é recorrer a eletrodomésticos com classificação energética “A” (hoje em dia, todos os eletrodomésticos possuem esta certificação).

Lâmpadas fluorescentes

Substituir lâmpadas incandescentes por fluorescentes é também fundamental – para além de durarem muito mais, gastam menos eletricidade. Mesmo que não substitua todas as lâmpadas por estas, se trocar uma parte já é suficiente para poupar.

Existem outras soluções para aumentar a eficiência energética de uma casa – controlar a temperatura do esquentador, por exemplo -, para além de que pequenas obras para colocação de isolamento ou substituição de caixilharias podem fazer toda a diferença na poupança e, por conseguinte, no orçamento mensal de uma família. Com um financiamento para obras é possível fazer as mudanças necessárias em casa e pagar, todos os meses, uma prestação acessível.

Sabia que, de acordo com um comunicado da APREN (Associação Portuguesa de Energias Renováveis), Portugal assegurou o consumo de eletricidade através de energias renováveis durante quase três dias no mês de março? Isto prova que já existe consciência para a redução do uso de combustíveis fosseis como fontes de energia. Pequenas mudanças, grandes resultados: aumente a eficiência energética da sua casa.

Nair Dos Santos

Sobre Nair Dos Santos

Especializada em Economia Internacional, a Nair iniciou o seu percurso profissional em Marketing Institucional. Alia a sua criatividade ao universo financeiro com o objetivo de ajudar os portugueses a melhorar a sua literacia financeira e contribuir para o desenvolvimento de uma economia sustentável.

Comentários