O que é a energia verde e quais as vantagens?

|Posted by | Energia, Outros, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

energia verde

Cada vez mais se fala em sustentabilidade e desde o início da pandemia que existe uma maior consciência ambiental. Particularmente, tem-se verificado um maior foco no nosso país em produzir energia verde. Saiba neste artigo o que é e conheça os vários tipos de energias renováveis que existem.

O que é energia verde?

A energia verde é gerada a partir de recursos naturais e fontes renováveis que não originam quaisquer substâncias contaminadoras ou gases de estufa.

Este tipo de energia interessa cada vez mais a uma população preocupada com o meio ambiente e empenhada em preservar e proteger o planeta Terra.

Os recursos utilizados são rapidamente repostos pela natureza e têm um impacto reduzido no planeta e nos respectivos ecossistemas. É por isso que a energia verde é considerada mais limpa do que as fontes de energia não renováveis.

Qual a evolução das energias renováveis em Portugal?

Atualmente, Portugal é já um dos líderes mundiais na utilização de energia verde, estando em 5º lugar entre os países que utilizam energias renováveis na produção de eletricidade.

De forma a ilustrar melhor a evolução que este tipo de energia teve no nosso país, em 2017 a produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis era de 40,9% e em 2021 aumentou para 59,6%. É expectável que, em 2025, 80% da energia produzida tenha origem renovável.

Sendo um dos objectivos da União Europeia atingir a neutralidade das emissões de carbono até 2050, a aposta nas energias limpas é clara, sendo esta uma visão de futuro para os países que fazem parte da UE.

Quais são os tipos de energia verde?

A natureza apresenta uma série de recursos que podem ser convertidos em energia verde, sendo que em Portugal a principal é a energia hídrica, com origem no movimento de massas de água, e representa 44% da produção energética.

Em segundo lugar na lista, temos a energia eólica, que representa um quarto da eletricidade consumida pelos portugueses, mais concretamente 28%.

Já a energia solar é produzida através da utilização de painéis solares e, tal como as anteriores, vem sendo cada vez mais utilizada na produção energética representando 2% da fatia.

Menos conhecidas, a energia geotérmica que utiliza o calor proveniente do interior do planeta, enquanto a energia de biomassa é produzida através da decomposição das bactérias de origem vegetal ou animal.

Como é que se sabe que a energia é mesmo verde?

Atualmente o mercado de certificados de garantia de origem, regulado pela União Europeia, garante que a energia é mesmo de uma fonte renovável. Como foi mencionado anteriormente, a previsão é que, em 2025, 80% da energia gerada seja proveniente de fontes renováveis.

É possível fazer parte deste movimento mais sustentável, quer individual quer coletivamente, ao produzir a sua própria energia verde. A instalação de painéis solares, por exemplo, pode ser uma ótima opção, bem como a escolha de um carro elétrico.

Quais as vantagens das energias renováveis?

Ao aderir a um plano de energia verde está a contribuir para a sustentabilidade do meio ambiente, uma vez que a energia é proveniente de fontes renováveis, com baixas emissões de dióxido de carbono, o que contribui para a redução do efeito estufa.

Em termos económicos também existem muitos pontos a favor, sendo que os custos de manutenção e exploração são menores, tal como o risco associado à produção de energia verde, que é muito mais reduzido quando comparado com fontes não renováveis.

Por outro lado, as energias renováveis reduzem a necessidade de importar combustíveis fósseis como carvão ou gás natural.

É igualmente benéfico para a saúde pública, dado que uma maior utilização de energia verde acaba por reduzir o nível de poluição no ar ao não depender tanto de fontes energéticas que geram gases de estufa.

Existem inúmeros apoios do estado que se destinam a quem optar por energias mais verdes e sustentáveis. Assim, estas soluções também podem compensar a nível financeiro, apesar do investimento inicial ser mais elevado.

Regina Xavier

Sobre Regina Xavier

Responsável pela área de Energia do ComparaJá.pt com a missão de ajudar famílias e empresas a otimizarem os seus custos e a alcançarem sustentabilidade energética. Especialista na implementação de projetos digitais de crédito no sector da Banca e em FinTechs, tendo passado pela consultora Management Solutions e pela Fintech Raize. É mestre em Gestão pelo Instituto de Empresa em Madrid e licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa.

Comentários