O que é o crédito malparado e como evitar?

|Posted by | Crédito Pessoal, Todos os Artigos
Tags: , , , , , ,

Crédito malparado

O crédito malparado foi reduzido pelos bancos portugueses em 1,7 mil milhões de euros no primeiro trimestre de 2018. Porém, estes dados da Associação Portuguesa de Bancos demonstram que ainda existem 35,2 mil milhões de euros em dívida neste tipo de crédito. Mas o que significa o termo “crédito malparado” e que soluções existem para quem está nesta situação?

Mas o que é o crédito malparado?

O crédito malparado é o termo financeiro dado ao montante que o titular de um crédito não consegue reembolsar a uma instituição financeira. Por vezes também designado de “crédito vencido”, refere-se, assim, a uma situação que surge quando as famílias deixam de pagar os seus empréstimos e, consequentemente, entram em incumprimento.

É muito importante que as famílias consigam gerir e controlar as suas finanças pessoais para que situações de sobreendividamento não aconteçam. Se considera ter dificuldades em pagar as suas dívidas ao banco, opte por renegociar o crédito ou, se for o caso, por consolidar todos os empréstimos num só.

Quais as situações de risco que deve ter em atenção?

Segundo dados da PORDATA, o pico de crédito malparado foi atingido em 2012, com cerca de 15% dos particulares em Portugal nesta posição. Desde então, este valor tem vindo a diminuir, tendo chegado aos 11,8% no ano passado.

Uma das principais razões que levou tantas famílias a ver o seu crédito malparado foi o despoletar da última crise financeira em Portugal. A redução dos salários e até mesmo o desemprego tornaram incomportável o pagamento das prestações mensais dos empréstimos detidos pelas famílias e, consequentemente, conduziram ao seu endividamento.

Existem ainda outras situações, muitas vezes inevitáveis, que levam as famílias portuguesas a ter o seu crédito malparado, sendo as mais comuns as de doença, invalidez ou até divórcio.

Estas circunstâncias que levam ao incumprimento do pagamento das dívidas e, deste modo, ao crédito vencido, podem inclusive encaminhar os consumidores para processos judiciais, podendo ser-lhes retirada a sua habitação quando existe uma hipoteca ou outros bens que tenham sido dados como garantias bancárias.

Saiba ainda que, caso se encontre em incumprimento, não lhe será permitido solicitar outro financiamento para colmatar a dívida. Em primeiro lugar, esta não é uma opção que deva considerar, pois apenas está a acumular mais dívidas.

Para além disso, o seu nome fica automaticamente registado na chamada Lista Negra do Banco de Portugal, não podendo nenhuma instituição financeira conceder-lhe um empréstimo.

Que ajudas do Estado pode ter nestas situações?

Caso se encontre desempregado, deve entrar em contacto com a Segurança Social para solicitar o subsídio de desemprego, o qual pode ajudar no pagamento das prestações mensais.

Para evitar o crédito malparado e caso o motivo da dificuldade de pagamento seja doença, pode entrar em contacto com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) para conseguir ajuda na comparticipação de medicamentos e tratamentos, se o seu seguro de saúde não os cobrir.

Como evitar o crédito vencido?

Para evitar o crédito vencido (ou crédito malparado) o consumidor tem à sua disposição diversas possibilidades.

Por um lado, pode recorrer ao PERSI, um acordo extrajudicial entre a instituição financeira e o cliente. Por outro, pode falar com o banco e tentar renegociar o crédito em questão.

Se tem mais do que um empréstimo em seu nome (por exemplo, do cartão de crédito ou um crédito automóvel), faça uma consolidação. Ao juntar todas as dívidas numa só pode aumentar o prazo de pagamento, conseguindo baixar a prestação mensal e, assim, torna-se mais fácil de reorganizar as suas finanças pessoais.

Caso detenha um crédito à habitação, pode ainda tentar transferir para outra instituição financeira, tendo a possibilidade de conseguir um spread mais competitivo ou até alargar o prazo de pagamento.

É importante que perceba quando começar a ter dificuldades em pagar os seus créditos para poder agir de imediato, pois só assim irá conseguir evitar o crédito malparado e situações que levem à rutura financeira do seu agregado familiar.

Rute Claro

Sobre Rute Claro

Formada em Gestão de Marketing, a Rute especializou-se em Comunicação, Marketing e Publicidade. Através do gosto que tem pela escrita, pretende demonstrar aos portugueses que os produtos e serviços financeiros não são um bicho de sete cabeças e que é, de facto, possível poupar.

Comentários