Telecomunicações: tendências e dicas para poupar em 2024

Jorge Rebelo Especialista: Jorge Rebelo
Susana Pedro Editor: Susana Pedro

Descobre as mudanças no cenário das telecomunicações em Portugal em 2023 e as tendências para 2024. Sabe como poupar com as nossas dicas valiosas!

Nos últimos anos, o cenário das telecomunicações em Portugal tem sido palco de algumas mudanças. Entre as operadoras tradicionais e os novos players, incluindo algumas operadoras regionais, os consumidores têm hoje à sua disposição uma variedade de opções. Neste artigo, explicamos o que aconteceu em 2023, exploramos as tendências do mercado, e oferecemos-te dicas valiosas para navegares pelo universo das telecomunicações em 2024.

1. Operadoras de telecomunicações tradicionais mantiveram-se na frente

No mercado das telecomunicações em Portugal, Vodafone, MEO, NOS e NOWO são as operadoras tradicionais, que detêm maior quota de mercado. A dinâmica de mercado revela uma intrigante interdependência entre as operadoras nacionais.

Os preços entre elas são muito semelhantes, havendo até promoções equivalentes. Campanhas promocionais como a da oferta de dois cartões num pacote de telecomunicações, oferta da última Black Friday, inicialmente lançada por uma operadora, foi posteriormente adotada por outras.

No entanto, estas operadoras diferenciam-se pelas ofertas adicionais que incluem, como o SkyShow Time da MEO, Amazon Prime e HBO Max oferecidos pela Vodafone, e os canais TV Cine cedidos gratuitamente pela NOS. Cabe aos consumidores verificar qual o tipo de extras é mais adequado para si.

Descobre:

Já a NOWO, embora mantenha uma quota de mercado modesta, destaca-se pela sua estabilidade de preços ao longo dos anos. Mesmo em momentos em que as grandes operadoras ajustam suas tarifas, por exemplo para fazer face à inflação, a NOWO permanece consistente. Faz algumas promoções em momentos delimitados, como a Black Friday, mas mantém-se distanciada das três grandes operadoras de telecomunicações. Apesar de estar bastante sólida no mercado, ainda não tem cobertura em todo o território nacional.

2. Surgiram novas operadoras, algumas apenas com cobertura local

Nos últimos anos, houve uma tendência crescente no surgimento de operadoras regionais, diferenciadas e tipicamente apenas com cobertura local. Falamos de operadoras como a LigaT (que opera na região Oeste) e a Lazer (cuja área de atuação é o Algarve), com base em dados da ANACOM. Estas operadoras prometem simplificar as telecomunicações oferecendo serviço apenas de internet, e a menor preço.

Por outro lado, está prestes a entrar no mercado nacional uma operadora com mais de 30 anos no mercado europeu, que já deu muito que falar. Falamos da Digi, que tem um histórico de conquistar clientes na Espanha e promete agitar as águas em Portugal. Talvez para fazer face à entrada desta operadora de telecomunicações no mercado português, as operadoras tradicionais parecem seguir uma estratégia comum.

Sabe ainda:

3. Tornou-se visível a estratégia de algumas operadoras

Há alguns anos que têm surgido operadoras mais pequenas, com a premissa de serem digitais e oferecerem serviços mais direcionados aos jovens. Falamos da Uzo, associada à Meo, que surgiu em 2005 apenas para móvel, e que hoje oferece também internet. Mas também falamos da WOO, uma oferta surgida em 2020, da NOS, que promete um serviço gerido 100% por uma aplicação digital. 

Mais recentemente, surgiu a Amigo, pertencente à Vodafone e com características específicas muito semelhantes. As três operadoras de telecomunicações oferecem internet fixa e telemóvel com valores mais acessíveis. Nenhuma delas tem associado pacote de televisão ou telefone fixo.

Não percas:

Dicas para poupar em telecomunicações

Analisando as possibilidades de poupança, exploramos algumas dicas para que poupes na contratação de telecomunicações. Destacamos a eficácia de separar o serviço móvel do pacote tradicional, especialmente em períodos promocionais como a Black Friday.

  1. Comparar todo o mercado: Antes de decidir, compara todas as alternativas disponíveis no mercado para garantir a escolha mais vantajosa. Considere também todas as promoções, por vezes, optar por descontos contínuos pode ser mais vantajoso que optar por isenções iniciais.

  2. Negociar de forma inteligente: Ao aproximares-te do final do período de fidelização, negocia com a operadora para garantir melhores condições e avalia todas as alternativas no mercado.

  3. Aproveitar oportunidades específicas: A Black Friday é uma excelente altura para negociar preços ou até estabelecer acordos futuros com as operadoras. Aproveita estas oportunidades para garantir vantagens financeiras a longo prazo.

  4. Separar os serviços: Em vez de subscrever um pacote muito completo, considera separar o telemóvel do pacote das restantes telecomunicações, pois pode oferecer poupanças significativas. Compara sempre os preços antes de decidir.

  5. Fazer fidelização consciente: Está ciente dos períodos de fidelização e joga com eles para diminuir a tua fatura de telecomunicações. Por outro lado, opta por contratos mais curtos se tiveres a intenção de explorar outras ofertas num futuro próximo.

O cenário das telecomunicações em Portugal continua a evoluir, e com as potencialidades do trabalho híbrido ou remoto, cada vez mais importa ter o melhor pacote de telecomunicações. Com uma miríade de escolhas entre operadoras tradicionais e os novos players, é crucial que estejas informado e preparado.

Avaliar ofertas, aproveitar estratégias promocionais e adotar abordagens inteligentes para pacotes de telecomunicações são passos essenciais para uma experiência mais eficiente e acessível. O futuro promete mais inovação e competição, proporcionando aos consumidores ainda mais oportunidades para encontrar a oferta ideal.


Jorge Rebelo
Jorge Rebelo
Especialista Telecomunicações