Como funciona o pagamento dos cartões de crédito?

|Posted by | Cartão de Crédito, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

como funciona o pagamento dos cartões de crédito?

Algo com que muitas pessoas se questionam – podendo mesmo ser uma das razões para recearem cartões de crédito – é quanto vão pagar no final do mês, se fizerem um pagamento dos cartões de crédito durante um certo período de tempo.

Ora, ter um cartão de crédito significa que pode pagar ou reservar as compras sem ter de despender logo o dinheiro. Mas quando paga ao certo? E como funciona esse pagamento dos cartões de crédito? Quanto tempo passa desde a compra daquele eletrodoméstico até ao débito na sua conta bancária?

Para desmistificar estas questões e ajudar os portugueses a conhecer melhor a utilização do cartão de crédito, elaborámos este artigo para perceber como funcionam os pagamentos com este produto financeiro.

Quando escolhe um cartão de crédito, tem de tomar algumas decisões relativamente aos seguintes fatores:

  • Data de pagamento dos cartões de crédito (início/meio/fim do mês);
  • Montante a pagar (totalidade/percentagem/mínimo);
  • Modo de pagamento dos cartões de crédito (débito direto, dinheiro, cheque, transferência bancária, pagamento em ATM…).

Modalidades de pagamento dos cartões de crédito

O saldo do cartão de crédito, que corresponde ao montante utilizado, é pago mensalmente, num dia fixo acordado entre o utilizador e a instituição financeira. Se está a pensar adquirir um cartão, fique a saber que existem diferentes opções de pagamento:

  • Pagamento da totalidade (100%) do saldo do cartão utilizado na data-limite;
  • Pagamento parcial do saldo do cartão crédito na data-limite de pagamento, com a imposição de um montante ou percentagem mínima.

Optar pelo pagamento total do saldo do cartão de crédito implica o não pagamento de juros por parte do utilizador.

Por seu turno, o pagamento parcial implica que o utilizador pague juros sobre o montante de crédito que não foi pago no mês anterior. Isso significa que, quanto menos pagar por mês, mais juros terão de ser suportados e mais tempo vai demorar até pagar a totalidade do montante em dívida.

Em Portugal, praticamente todos os cartões de crédito incluem um período de crédito sem juros entre a data de compra e a de pagamento do saldo do cartão, seja qual for a modalidade de pagamento escolhida, que geralmente está compreendido entre 20 a 50 dias.

Cronologia de pagamento do cartão de crédito

A maioria das pessoas não entendem muito sobre como paga, de facto, a conta do cartão de crédito. Para facilitar a perceção de como pode ser paga mensalmente a conta do cartão de crédito, desenvolvemos uma timeline na qual estão expostos dois casos diferentes:

Caso A → utilizador que paga a totalidade da conta do cartão de crédito por débito direto, todos os dias 30 de cada mês.

Caso B → utilizador que paga a totalidade da conta do cartão de crédito através de uma ATM, recebendo o extrato do cartão todos os dias 30 de cada mês. Deste modo, tem 20 dias a mais para pagar o referente ao extrato do mês anterior. Nesse extrato constam todas as compras que fez durante o mês.

Mas não se esqueça, todas as compras que o utilizador 2 fizer, mesmo dentro desses 20 dias a mais para pagar, vão corresponder à conta desse mês (2º mês).

Isto quer dizer que, caso este utilizador tivesse optado por pagar 50% dos gastos, pagaria 150 euros no primeiro mês e, no segundo, só começaria a pagar juros sobre as compras efetuadas depois do dia 20, devido ao período de 50 dias de crédito gratuito.

como funciona o pagamento dos cartões de crédito?

Como se verifica, ambos têm um gasto mensal total de 300 euros em compras feitas com cartão, divididas em três aquisições no valor de 100 euros.

Importância de pagar com inteligência

Quando não paga a dívida do cartão de crédito a tempo, arrisca-se a pagar aquilo a que se chamam juros de mora. E, naturalmente, quanto mais tempo passar, maior o montante que tem de pagar, podendo inclusivamente começar a gerar uma espiral de débito, aquilo a que comumente se designa por efeito bola de neve do endividamento.

Para além disso, o facto de não pagar a tempo pode fazer com que entre na lista negra do Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal, não conseguindo contrair mais soluções de crédito no futuro, pelo menos enquanto lá constar o seu nome.

Geralmente, existem períodos durante os quais os utilizadores podem utilizar o cartão de crédito sem pagar juros. Se quiser usufruir deste período de crédito gratuito, deve pagar as compras de uma só vez, dentro do período de tempo acordado, que é normalmente um mês após a compra.

Esse período varia consoante a instituição financeira de crédito, por isso convém ter atenção na altura em que assina o contrato.

É ainda aconselhável que, no caso de não usar o período de crédito grátis, faça pagamentos o mais elevados possível, para que pague o mínimo de juros possível.

Dicas do ComparaJá.pt:

  • Defina a data do prazo de pagamento no calendário.
  • Não gaste dinheiro que não tem ou não vai ganhar.
  • Verifique o extrato regularmente, para evitar surpresas.
  • Defina um orçamento fixo, no qual só gasta até ao montante definido todos os meses.
  • Tenha apenas um cartão de crédito.
  • Se pagar em prestações, pague o máximo possível, para ser em menos tempo.

Agora que está mais elucidado sobre como funciona o pagamento dos cartões de crédito e estava mesmo a precisar de tirar umas férias (o fim de semana grande está aí a chegar), compare todas as opções de cartões de crédito em Portugal e comece a fazer uma gestão do orçamento mensal mais responsável.

Frederico Moura Martins

Sobre Frederico Moura Martins

Formado em Ciências da Comunicação e especializado em Ciência Política, o Frederico iniciou o seu percurso profissional em jornalismo e, posteriormente, em produção de conteúdos digitais. Procura aplicar a sua paixão por contar histórias na desmistificação da complexidade dos produtos e serviços financeiros para ajudar os portugueses a poupar e a tomar decisões informadas e conscientes nos diferentes âmbitos das suas Finanças Pessoais.

Comentários