Guia: como poupar nas prendas de Natal?

|Posted by | Em Destaque, Lifestyle, Multimédia, Poupança e Investimento
Tags: , , , , , , , , , , ,

escalões irs

Não será surpresa nenhuma falar do Natal como uma altura um pouco caótica. A compra das prendas de Natal é uma tarefa exaustiva que muitas vezes acaba por ser um grande peso na sua carteira. Quer poupar nesta época natalícia? Então veja as dicas que temos para si no nosso artigo.

Como posso organizar os gastos nas prendas de Natal?

Antes de fazer grandes compras, é sempre importante planear onde é que esse dinheiro vai ser gasto. Para tal, temos de organizar um pouco melhor as nossas prioridades nesta quadra natalícia de forma a otimizar custos.

Existe, assim, uma série de medidas que pode adotar antes de fazer as suas compras de Natal.

#1 – Faça um orçamento de Natal

Antes de ver o que vai gastar em presentes de natal, é importante perceber que outros custos fixos tem para este mês. No meio do caos de arranjar tudo é fácil esquecer que ainda temos outras coisas para pagar, como a prestação da casa, energia, água, entre outros.

Ao fazer um orçamento, está a considerar estes custos na sua despesa total. Já sabemos que deixar tudo preparado para os dias 24 e 25, desde a comida aos presentes, irá sempre ser um peso grande na sua carteira.

Esta é uma medida que pode muito bem evitar que chegue a janeiro com dívidas.

Para tal, preparamos um orçamento natalício num ficheiro Excel que pode usar para este propósito. Basta colocar todos os custos fixos que vai ter e depois juntar os gastos que prevê para o seu Natal.

#2 – Poupe o seu subsídio de Natal

Caso não o receba em duodécimos, o dinheiro extra do subsídio de Natal dá sempre um conforto adicional nesta altura. No entanto, há que ter o cuidado de pôr algum montante de parte e não o gastar todo em prendas de Natal.

Vai ser a sua grande ajuda para manter as finanças em ordem nesta altura do ano. Pode até aproveitar para colocar alguma parte na sua conta-poupança, aproveitar para fazer um depósito a prazo ou até um plano poupança-reforma.

#3 – Reutilize as suas decorações

As decorações de Natal são já uma grande parte desta tradição, mas aqui já é mais fácil reduzir custos. A solução passa por ver que decorações já tem e como as pode reutilizar, sem ter que gastar mais um tostão em compras.

Evitar o desperdício aqui é chave. Às vezes basta dar um toque pessoal ao que já tem em casa. Pode também consultar a internet (pesquise, por exemplo, “decorações de natal diy”) e encontrar muitas ideias práticas para a decoração.

#4 – Use a sua imaginação para as prendas

O valor dos presentes de Natal pode estar no que representam emocionalmente e não tanto no material. Nesse sentido, é possível inovar um pouco no tipo de prendas que pode dar, para não desequilibrar as suas finanças.

Dica para o seu presente:

Já pensou, por exemplo, em criar os seus próprios vouchers para oferecer aos seus amigos e familiares? Desde vouchers para cuidar dos mais pequenos para que os seus amigos possam ter um jantar a dois, aqui a imaginação não tem limites.

E que tal um álbum de fotografias, recordando os melhores momentos que passou com essa pessoa? Ou até um postal personalizado? Para além de ser uma medida sustentável e amiga do ambiente, dá sempre um toque pessoal que não se consegue comprar numa loja.

#5 – Compare os preços

Se vai mesmo a uma loja ou a um supermercado, é importante que reveja os preços que estão a ser praticados nesses estabelecimentos. É ao comparar várias opções que podemos retirar mais-valias às nossas compras de natal.

Aqui pode até usar plataformas como o OLX, para ver produtos que estejam num estado quase novo, ou o KuantoKusta, para avaliar quais são os preços mais interessantes no mercado. Veja bem a diferença no valor que iria estar a pagar ao utilizar estas soluções alternativas.

#6 – Elabore uma lista de tarefas

Com o aproximar da data, por vezes ter noção de tudo o que é preciso para a sua consoada é complicado. Aqui mais vale prevenir e fazer uma lista de tudo o que é preciso. Desde decorar a casa, a comprar os doces ou até mesmo tratar de algumas prendas de Natal.

Também não ponha toda a pressão das compras de Natal em si. Pode sempre dividir essas tarefas com a sua família e assim envolvê-los mais nas festividades.

Já sei os presentes de Natal que vou dar, e agora?

Está na altura de meter as mãos na massa e começar a arranjar as prendas para toda a sua família. Na altura das compras existem mesmo assim medidas que pode adotar de forma a reduzir ainda mais os seus custos.

Comprar com alguma antecedência

Cuidado com o aproximar da data, tente comprar tudo o que precisa para o seu Natal o mais cedo possível. Assim evita também as filas de pessoas que podem ter também deixado as suas compras de Natal para a última hora.

Quanto mais perto do Natal forem feitas as compras, também mais elevados serão os preços que vai apanhar.

Utilizar os canais online

De forma a evitar as multidões dos centros comerciais, uma boa solução aqui é utilizar as lojas virtuais para comprar as suas prendas de Natal. Pode fazer todas as compras sem sair do conforto do seu sofá.

Para além de economizar o seu tempo, ainda consegue poupar ainda mais nos seus gastos. Isto porque muitas lojas disponibilizam promoções que não existem nos seus espaços físicos.

No que toca a compras online, um aspeto prioritário é a segurança das suas transações para que não seja vítima de fraudes . Verifique sempre se o website que está a utilizar tem a indicação “https” no início do endereço. Isto significa que os seus dados são encriptados.

Fazer as compras toda de uma vez

Aqui o objetivo é utilizar ao máximo o seu tempo e evitar deslocações extra que poderiam ser desnecessárias, poupando também em combustível e parques de estacionamento. Escolha um dia que lhe dê jeito e pode já resolver a questão das suas compras de Natal.

Certifique-se também que não se esqueceu da prenda de ninguém. Aqui vai lhe ser útil fazer uma lista com tudo o que vai precisar de comprar.

Não cair na armadilha das “promoções imperdíveis”

Se já tiver planeado o que precisa para os seus presentes de Natal, é menos provável que ceda “ao calor do momento” e que gaste um pouco mais numa promoção que viu de repente.

É importante, acima de tudo, seguir o orçamento que estipulou para não incorrer em gastos extra desnecessários. Ao ter a disciplina nos seus custos evita a tentação destas promoções.

Aproveitar os descontos com os cartões de cliente

Se tiver pontos acumulados em cartões de cliente, então aqui é a oportunidade perfeita para os gastar. Confira também se tem vales de desconto para uma próxima compra ou promoções em lojas parceiras.

O que acontece na maioria das vezes é que esses cartões de cliente são das suas lojas favoritas, ou seja, provavelmente já iria a esses estabelecimentos. É uma questão de juntar o útil ao agradável.

Usufruir das vantagens dos cartões de crédito

Se precisar mesmo de gastar quantias um pouco mais elevadas, então a utilização de um cartão de crédito é uma solução a considerar.

Isto porque pode traduzir-se depois em vantagens como o cashback, em que pode recuperar uma determinada percentagem do que gastou nas prendas de Natal. Pode também acumular pontos, descontos ou milhas aéreas através do uso do cartão de crédito.

Veja a solução mais vantajosa para si:

árvoreNatal
MilhasAereas Pontos Cashback

 

Aproveite mais a época natalícia

No final do dia, o importante é que desfrute da época natalícia de uma forma equilibrada e saudável, para si e para os seus entes-queridos. Às vezes é importante parar um pouco e respirar fundo para que o que realmente interessa se eleve perante o resto.

Não é preciso abusar na compra das prendas de Natal. Nestas ocasiões festivas, basta o mínimo para assegurar a boa disposição. De certeza que a sua família não quer que esteja cheio de dívidas já no início do próximo ano.

Uma vez organizados os custos, aproveite também para planear atividades para fazer com a sua família no conforto de casa, como ver um filme ou jogar jogos de tabuleiro. Tenha um Natal feliz (e próspero para as suas finanças).

Avatar

Sobre Rafael Outeiro

Licenciado em Relações Públicas e Comunicação Empresarial pela Escola Superior de Comunicação Social, é responsável pela redação de artigos financeiros para o ComparaJá.pt. Através da sua experiência na escrita de conteúdos em projetos como o TEDxULisboa, quer transformar o mundo das finanças pessoais num espaço para a partilha de ideias.

Comentários