Abrir uma conta bancária online vai ser possível em breve

|Posted by | Produtos Bancários, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

abrir uma conta bancária online

Cada vez mais se aproxima a possibilidade de abrir uma conta bancária online sem ter de se deslocar ao banco. As tecnologias estão constantemente a melhorar e têm permitido inúmeras facilidades aos consumidores para a aquisição de produtos e serviços financeiros sem terem de estar fisicamente presentes na sua instituição financeira.

Quantas vezes já pensou na dificuldade que tem sempre que precisa de adquirir um cartão de crédito, pedir um empréstimo para comprar casa ou até mesmo resolver um assunto com a sua instituição financeira? Todas estas atividades são muito burocráticas e morosas, sendo que a abertura de uma conta ao balcão pode demorar até duas horas.

Felizmente tem sido possível acelerar estes processos. Logo, a aquisição de produtos financeiros, que muitas vezes requer a abertura de uma conta bancária, torna-se cada vez mais rápida e simples para o cliente.

No início de 2018 irá entrar em vigor a Diretiva Europeia de Serviços de Pagamento (PSD2) para todos os Estados-membros da União Europeia, que permitirá novos serviços de pagamento online. Esta norma coontribuirá para criar maior competitividade no setor bancário e levará a um melhoramento dos pagamentos online com taxas inferiores às praticadas hoje em dia.

Em termos gerais, esta diretiva irá permitir não só uma maior abertura, transparência e inovação nas instituições de pagamento, como também mais segurança, uma melhor integração e eficiência do mercado bancário e, em última instância, um aumento da proteção dos direitos dos clientes bancários.

A era digital chegou aos serviços financeiros

As possibilidades de adquirir produtos e serviços financeiros somente através de plataformas online (com ganhos de tempo e eficiência para os consumidores) são cada vez maiores. Da mesma forma que compra roupa online, também pode requerer certos serviços financeiros, seja através do website ou da app do banco.

Um exemplo disso é a possbilidade de pedir um crédito pessoal – o CrediSimples – ao Santander Totta através da app desta instituição financeira. Só precisa de preencher as informações solicitadas e, caso cumpra as condições exigidas, verá o seu pedido aprovado de imediato e terá o montante disponível na sua conta.

Outro banco que permite solicitar um crédito pessoal por esta via é o Millennium bcp através do Crédito M Online. Este é um produto exclusivamente online e o cliente só necessita de preencher as informações e terá o valor pedido na sua conta à ordem, no caso de o empréstimo ser aceite.

Todavia, estes dois empréstimos apenas são disponibilizados para consumidores que já sejam clientes da instituição financeira em causa.

Caso não pretenda ser cliente de um banco para obter um crédito financiado por essa instituição bancária, pode optar pelo crédito Puzzle do BNI Europa. Este tipo de empréstimo pode ser pedido totalmente online. Só é necessário preencher o formulário pedido e, caso tenha Netbanking no seu banco, o processo é realizado de forma muito simples e rápida.

Também no Credibom é possível solicitar um crédito pessoal completamente online, sem necessitar de abrir conta. Basta preencher as informações pedidas no site da instituição e aguardar pela confirmação do financiamento do empréstimo.

Caso não saiba que crédito escolher, uma simples comparação permite não só ter o mais indicado para si, consoante as suas necessidades, mas também terá a possibilidade de realizar todo o pedido online e aguardar apenas pelo montante na sua conta bancária.

Abrir uma conta (quase) online

Se pretende abrir uma conta bancária online, o caso já é mais complicado. Na realidade já é possível fazer uma parte deste processo através de um canal digital (quer seja pelo website ou até pela app da instituição financeira), mas só no que diz respeito a preencher a documentação relativa à identificação do titular da conta, escolher o tipo de depósito pretendido e as condições de movimentação.

Atualmente, caso pretenda abrir uma conta bancária online, ainda tem de se deslocar a uma agência do seu banco. Isto acontece pois as entidades financeiras têm de comprovar a sua identidade e, como tal, deve apresentar os seus documentos de identificação originais ou as cópias certificadas dos mesmos.

A verdade é que é obrigatória a apresentação de alguns documentos, definidos pelo Banco de Portugal, para abrir uma conta bancária online ou presencialmente, sendo que os principais são os seguintes:

  1. Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade ou um documento equivalente (onde conste a fotografia e a assinatura oficial do titular), para que seja possível ter o nome completo, data de nascimento, número de contribuinte e a nacionalidade presente no documento de identificação, bem como o tipo, número data de validade e entidade emitente do mesmo;
  2. Documentação relativa à profissão e entidade patronal, se aplicável;
  3. Morada completa de residência permanente e morada completa de residência fiscal, caso sejam endereços diferentes;
  4. Naturalidade do titular da conta;
  5. Outras nacionalidades não constantes do documento de identificação.

No entanto, algumas instituições financeiras podem ainda solicitar alguns documentos extra para além dos mencionados.

O futuro está à porta: abrir uma conta bancária online vai ser possível

As boas notícias chegaram. Conforme estipulado pelo Banco de Portugal (BdP), os consumidores portugueses vão poder abrir uma conta bancária online, confirmando a sua identidade com recurso a videoconferência, desaparecendo a necessidade de se deslocarem fisicamente ao banco.

O BdP afirma e reconhece assim que estas alterações devem-se à crescente digitalização dos produtos e serviços bancários e às novas exigências e necessidades dos clientes.

Estas alterações serão feitas dentro do Aviso n.º5/2013 do Banco de Portugal (que regulamenta as condições e procedimentos necessários a cumprir pelas entidades financeiras para garantir a proteção contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo) e, dentro de poucos dias, estas serão publicadas em Diário da República, sendo que entrarão em vigor no dia seguinte à sua publicação.

Mesmo assim, é necessário permanecer alerta para as soluções inovadoras que possam surgir no mercado. É provável que no futuro possa vir a ser possível autorizar outros procedimentos de comprovação, para além da videoconferência, que sejam igualmente seguros e que permitam maior rapidez de aceitação de um empréstimo, por exemplo.

Fora de Portugal já existem bancos que disponibilizam este tipo de serviços. É o caso do banco alemão N26, que permite abrir uma conta bancária online em apenas 8 minutos, sem que o cliente necessite de se deslocar a uma agência.

Mas quais serão as implicações para os clientes? Será que teremos uma redução nas comissões de abertura de conta? Será que este processo será mesmo mais rápido ou será igualmente demorado devido à necessidade de validação dos dados?

O ideal, tanto para as entidades financeiras como para os seus clientes, é que estes desenvolvimentos sejam implementados rapidamente. Mas também que sejam fáceis de usar, que permitam uma melhoria da experiência do consumidor, que sejam também seguros e que possam reduzir certas comissões bancárias, por forma a permitir maiores poupanças para o cliente.

Rute Claro

Sobre Rute Claro

Formada em Gestão de Marketing, a Rute especializou-se em Comunicação, Marketing e Publicidade. Através do gosto que tem pela escrita, pretende demonstrar aos portugueses que os produtos e serviços financeiros não são um bicho de sete cabeças e que é, de facto, possível poupar.

Comentários