Como candidatar-se ao arrendamento jovem pelo Porta 65?

|Posted by | Crédito à Habitação, Em Destaque, Todos os Artigos
Tags: , , ,

arrendamento jovem

O arrendamento jovem do Porta 65 é um apoio dado aos jovens para facilitar o seu acesso ao arrendamento, promovendo a sua emancipação, através da concessão de um subsídio mensal no sentido de suportar uma percentagem do valor da renda. Saiba se se pode candidatar a este programa, quais as datas em que deve fazê-lo e os requisitos necessários.

Porta 65: em que consiste este programa de arrendamento jovem?

Segundo definido pela Portaria n º 277-A/2010, “o programa Porta 65 – Arrendamento por Jovens tem por objecto o apoio aos jovens no acesso ao arrendamento, aliando objectivos de promoção da emancipação dos jovens e de promoção do arrendamento urbano.”

O programa Porta 65 consiste num apoio ao arrendamento jovem através do qual os candidatos, caso obtenham aprovação, têm direito a receber uma percentagem do valor da renda durante 12 meses, que é transferida mensalmente, até ao dia oito de cada mês para o NIB indicado na candidatura.

Este subsídio é atribuído às candidaturas por ordem decrescente de pontuação até ao limite da verba disponível, querendo isto dizer que, mesmo reunindo todos os requisitos, pode não ser possível obter o apoio do programa.

Podem ter acesso ao programa de arrendamento jovem do Porta 65:

  • Jovens isolados ou agregados de jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos;
  • Se se tratar de um casal, um dos membros pode ter 36 anos e o outro 34 anos, no máximo.

Nota:

Um agregado, para ser considerado “jovem casal”, não tem de ser casado ou viver em união de facto.

Para se candidatar ao programa de arrendamento jovem são avaliados os seguintes requisitos:

  1. O jovens têm de ser titulares (arrendatários) do contrato de arrendamento ou contrato-promessa de arrendamento;
  2. Todos os membros do agregado jovem têm de ter a morada fiscal correspondente à da casa arrendada;
  3. O valor da renda tem de ser igual ou inferior a 60% do rendimento médio mensal bruto do agregado;
  4. A renda não pode exceder a renda máxima admitida (RMA) na zona onde se localiza a habitação e para a tipologia da casa;
  5. A tipologia da habitação deve ser adequada ao número de elementos no agregado;
  6. Nenhum dos jovens ou membros do agregado poderão ser proprietários/coproprietários ou arrendatários para fins habitacionais de outro prédio ou fração, independentemente da localização do prédio ou fração ou da forma como se tornaram proprietários;
  7. Nenhum dos jovens pode ser parente do senhorio;
  8. O rendimento mensal corrigido do agregado não pode ser superior a quatro vezes o valor da renda máxima admitida para cada zona;
  9. O rendimento mensal corrigido do agregado não pode exceder quatro vezes a Retribuição Mínima Mensal Garantida;
  10. Os jovens do agregado têm de residir permanentemente na habitação.

O apoio deste programa não pode ser acumulado com outro apoio financeiro público à habitação, nem ter dívidas do anterior programa do Incentivo ao Arrendamento por Jovens (IAJ), nem do Porta 65 Jovem.

Como se pode candidatar?

A candidatura só pode ser efetuada no Portal da Habitação através do preenchimento do formulário eletrónico que o website disponibiliza, ao qual pode aceder fazendo login com o seu Número de Contribuinte e senha de acesso do Portal das Finanças.

Caso o agregado seja composto por mais do que um jovem, todos têm de se candidatar, autenticando-se, à vez, na mesma candidatura com o seu NIF e respetiva senha e preenchendo, cada um, os seus dados pessoais.

Após preenchida a candidatura com todos os dados dos membros do agregado deve clicar em “submeter” para que a mesma seja enviada para análise.

Documentos necessários

Ao preencher a candidatura para o programa de arrendamento jovem pelo Porta 65 precisará de ter acesso aos seguintes dados:

  1. NIF de todos jovens candidatos, dependentes e ascendentes;
  2. Senha de acesso ao Portal das Finanças dos jovens candidatos;
  3. Número de identificação da Segurança Social de todos os candidatos (NISS), dependentes e ascendentes;
  4. Artigo e fração da habitação atualizados;
  5. NIB da conta bancária;
  6. Rendimentos dentro dos limites previstos;
  7. Um endereço de e-mail.

Necessitará ainda de digitalizar os seguintes documentos e anexá-los, em formato PDF, no formulário de candidatura:

  1. Contrato de arrendamento ou contrato-promessa de arrendamento;
  2. Recibo da renda relativo ao mês anterior ao da candidatura ou os três últimos talões de transferência do pagamento da renda, anteriores ao período de candidatura;
  3. Documentos de identificação (Bilhete de identidade, Cartão de Cidadão, Certidão de Nascimento ou título de residência) de todos os elementos do agregado indicados na candidatura;
  4. Comprovativos de rendimentos.

O caso da Rita e do Filipe

A Rita e o Filipe querem candidatar-se ao arrendamento jovem pelo Porta 65, pelo que tiveram de submeter a sua candidatura online no Portal da Habitação.

Para tal, a Rita entrou no website do Portal, na página “Bem-Vindo(a) ao Programa Porta 65-Jovem” e clicou em “Apresentar” do lado esquerdo, debaixo do menu “Candidatura”, que a reencaminhou para o Portal das Finanças, para que pudesse fazer o seu login.

Após efetuar o login, foi-lhe apresentado o formulário de candidatura que teve de preencher, indicando o número de contribuinte também do Filipe, pois é solicitado que seja inserida esta informação relativa a todos os elementos do agregado.

Após preencher os seus dados pessoais, a Rita gravou a candidatura e clicou em “sair”, para que o Filipe pudesse completar o preenchimento do formulário, fazendo os mesmos passos que a Rita fez ao aceder ao site do Portal da Habitação.

Completado o preenchimento da candidatura, basta que um dos candidatos a submeta no Portal.

Em que datas se pode candidatar ao programa?

Pode candidatar-se ao programa de arrendamento jovem em quatro períodos do ano. As candidaturas abrem em dois períodos consecutivos em abril, em setembro e em dezembro, tendo duração de, no mínimo, 15 dias cada um.

Qual o valor máximo das rendas do Porta 65?

A prestação mensal não pode ultrapassar a renda máxima admitida na zona onde se localiza a habitação e para a tipologia da casa, nem ter um valor superior a 60% do rendimento médio mensal bruto do agregado, ou seja, é calculada também em função da taxa de esforço dos candidatos.

Existe limite de tempo para usufruir do programa?

Só pode usufruir deste apoio durante, no máximo, cinco anos, sendo que cada candidatura só é válida por 12 meses, ou seja, tem sempre de apresentar nova candidatura todos os anos, durante os cinco anos, de forma a não perder o apoio.

Como saber se pode ter acesso ao Porta 65?

Para calcular o rendimento mensal e saber se se pode candidatar ao programa de arrendamento jovem pelo Porta 65, deve dividir o valor bruto anual de rendimento dependente (categoria A), que consta do IRS do ano anterior, por 12 meses.

Caso tenha rendimentos da categoria B (recibos verdes) de prestação de serviços, só deve contabilizar-se 70% desse valor e no caso de vendas 20% e depois dividir por 12 meses.

Pode ainda efetuar uma simulação através do simulador disponível no Portal da Habitação.

Anaísa Gonçalves

Sobre Anaísa Gonçalves

Anaísa Gonçalves, formada em Comunicação Social e Jornalismo, é apaixonada pela escrita desde criança. É esta a paixão que a inspira a escrever e educar os portugueses para um conhecimento financeiro mais rico e contribuir para que façam as escolhas adequadas.

Comentários