Como é que a EURIBOR afeta a prestação do crédito à habitação?

|Posted by | Crédito à Habitação, Entrevistas e Convidados, Todos os Artigos
Tags: , , , , ,

Como é que a EURIBOR Afeta a Prestação do Crédito à Habitação?

O que é a EURIBOR?

É prática corrente em Portugal os contratos de crédito à habitação estarem indexados. Significa isto que a taxa de juro cobrada ao cliente pelas instituições financeiras assenta, fundamentalmente, em duas parcelas: o indexante (no nosso caso, a EURIBOR) e o spread (que é a margem de lucro do banco).

Só por esta simples apresentação se depreende facilmente o efeito que uma alteração na EURIBOR tem num crédito à habitação. Mas afinal, o que é a EURIBOR?

Da sigla proveniente de Euro Interbank Offered Rate, não é mais do que a média das taxas de juro, para diferentes prazos (entre uma semana a um ano), às quais os principais bancos da Zona Euro estão dispostos a emprestar dinheiro entre si no Mercado Monetário Interbancário (MMI).  

Como são feitos os cálculos?

A EURIBOR depende do nível de oferta e procura no MMI, mas também da fixação da taxa diretora por parte do Banco Central Europeu (BCE), isto porque é esta que define o valor a que o BCE está disposto a emprestar dinheiro aos bancos europeus.  

No fundo, é calculada com base numa média das taxas de juro dos empréstimos realizados entre os bancos da Zona Euro, servindo então de referência para os contratos de crédito à habitação em Portugal. É, portanto, uma taxa variável.

Como é que a EURIBOR afeta a prestação mensal?

A EURIBOR contratada num crédito à habitação pode variar em termos de prazo (vulgarmente de um mês a um ano), sendo que, quanto mais longo for o período, mais elevada é a taxa. Na atual conjuntura, em que as taxas estão negativas, entende-se que os bancos apenas ofereçam soluções de crédito à habitação indexado à EURIBOR a um ano, uma vez que esta é menos negativa do que nos restantes prazos.

Assim, quanto maior for o valor do indexante, mais elevada ficará a prestação, dado que os juros a pagar serão superiores. E o inverso também se verifica. E é assim que a EURIBOR afeta a prestação mensal dos consumidores portugueses.

Como é calculada a EURIBOR num empréstimo para comprar casa?

É possível saber antecipadamente se vai pagar mais ou menos na mensalidade em cada momento de retificação da taxa. Para tal, basta saber qual é a EURIBOR que está a ser aplicada no seu contrato (se é a três, seis ou doze meses) e, em cada revisão da prestação, a taxa que lhe será aplicada será sempre a média do mês anterior ao da própria atualização.

Por exemplo: se tiver um crédito à habitação indexado à EURIBOR a seis meses cuja prestação é revista a 30 de outubro, o valor a aplicar para o semestre subsequente será a média do mês de setembro.

Este artigo foi elaborado em parceria com o Out of the Box, um portal de finanças imobiliárias.

Gonçalo Nascimento Rodrigues

Sobre Gonçalo Nascimento Rodrigues

Main Thinker no Out of the Box, um portal português de Finanças Imobiliárias que se assume como um centro de partilha de conhecimento e informação sobre o mercado imobiliário e financeiro.

Comentários