Quanto custa pagar e fazer transferências com MB Way?

|Posted by | Cartão de Crédito, Produtos Bancários, Todos os Artigos
Tags: , , , ,

mb way

O pagamento de compras e/ou serviços com recurso a cartões é cada vez mais frequente (atualmente, poucas pessoas preferem andar com grandes quantias de dinheiro na carteira). Os números do Banco de Portugal comprovam isto: de acordo com o mais recente Relatório dos Sistemas de Pagamentos (2017), os cartões bancários continuam a ser o instrumento de pagamento preferido dos portugueses.

E a verdade é que, quanto mais pagamos com cartões, mais taxas pagam os comerciantes que disponibilizam este tipo de pagamento, mesmo que este seja efetuado via MB Way. Da mesma forma, as transferências outrora gratuitas para os consumidores através desta aplicação vão passar a ser pagas brevemente. Descubra, neste artigo, quanto vai passar a custar este serviço.

Face aos novos custos do MB Way, em algumas situações pode compensar mais pagar com recurso a cartões bancários. Mesmo nos pagamentos com cartões de crédito, a verdade é que estes possuem um período sem juros e muitos nem anuidade têm. É uma questão de fazer as contas.

O que é o MB Way?

O MB Way é um serviço que permite fazer o pagamento de compras e/ou serviços, tanto online como fisicamente, bem como realizar transferências instantâneas e gerar cartões virtuais, tudo através de um PC, tablet ou smartphone.

O MB Way – muito devido ao facto de ser uma solução digital – tem vindo a ganhar terreno no mercado, especialmente entre os consumidores mais jovens. A simplicidade e a rapidez da app MB Way, bem como o facto de poder ser utilizada a qualquer hora e em qualquer lugar, são, sem dúvida, vantagens a assinalar.

No entanto, entre as desvantagens cabe salientam-se o facto de ter um limite máximo de 750 euros por operação e de estar limitada a detentores de um cartão da rede Multibanco e de um número de telemóvel português.

Não obstante o facto de esta aplicação ter sido gratuita durante muito tempo no caso das transferências instantâneas, vai passar brevemente a ter custos associados.

MB Way custos: quanto vão passar a pagar os consumidores portugueses?

Costumava transferir dinheiro diretamente para amigos e familiares através da app MB Way? A comodidade deste serviço, pelo facto de permitir realizar transferências instantâneas, é evidente.

Especialmente nas férias com amigos ou mesmo num jantar de grupo em que um dos elementos liquida a conta na totalidade, por exemplo, torna-se muito fácil pagar imediatamente a quem se está a dever.

Porém, o MB Way vai passar a ter custos associados para os clientes de alguns bancos, tanto no que diz respeito às transferências de dinheiro para outras contas da mesma instituição como para as que se efetuam para outros bancos.

Compilámos estes valores na tabela abaixo:

Custos das transferências MB Way
Bancos Para o próprio banco Para outro banco
ActivoBank Gratuito 1,50€
Banco Privado Atlântico Gratuito Gratuito
Bankinter Gratuito Gratuito
BBVA Gratuito 1€
Banco Best Gratuito Gratuito
BIG Gratuito Gratuito
BPI 0,20€* 0,20€*
CGD 0,20€ 0,20€
Crédito Agrícola Gratuito Gratuito
CTT Gratuito Gratuito
Deutsche Bank Gratuito Gratuito
EuroBic Gratuito Gratuito
Millennium bcp Gratuito 1,30€
Montepio 0,20€** 0,20€**
Novo Banco 0,15€ 0,15€
Santander Gratuito Gratuito
  • Dados recolhidos a 6 de fevereiro de 2019 a partir dos Folhetos de Comissões e Despesas de cada instituição.
  • * A comissão será de 1€ a partir de maio.
  • ** Comissão não cobrada até ao final de 2019.

Conforme é possível observar na tabela acima, das 16 principais instituições financeiras em Portugal, mais de metade isentam totalmente os consumidores de despesas associadas a transferências via MB Way, nomeadamente: Santander, CTT, Crédito Agrícola, Banco Privado Atlântico, Bankinter, Banco Best, BIG, Deutsche Bank e EuroBic.

Todos os restantes bancos cobram este serviço de alguma forma, embora três destes isentem, pelo menos, das transferências para consumidores que sejam do mesmo banco – são os casos do ActivoBank, do BBVA e do Millennium bcp.

Importa ainda salientar que não são apenas os consumidores que pagam por este serviço. Os comerciantes que disponibilizem este tipo de pagamento também pagam uma taxa de cada vez que um cliente decide usar o MB Way para pagar as suas compras. Vejamos quanto.

Pagamento com Multibanco versus MB Way: quanto paga o comerciante?

De cada vez que um cliente paga com um cartão de débito ou de crédito num estabelecimento, o comerciante tem de pagar uma comissão à instituição financeira na qual contratou o serviço de pagamento automático. O mesmo acontece nos pagamentos com recurso ao MB Way.

Esta comissão designa-se por Taxa de Serviço do Comerciante (TSC). Esta é uma taxa que o comerciante tem de pagar ao acquirer (o seu banco de apoio) de cada vez que um cliente faz um pagamento com um cartão. Portanto, trata-se de uma percentagem aplicada sobre o valor da venda.

Os valores desta comissão variam não apenas conforme o banco que o comerciante contratou, mas também consoante o pagamento com o cartão se realize através da rede Multibanco ou MB Way, assim como caso seja feito através das redes Visa ou Mastercard.

Também existem diferenças significativas no valor da TSC caso o pagamento seja feito através de cartão de débito ou de cartão de crédito, sendo os pagamentos a crédito mais dispendiosos para os comerciantes.

Compilámos estas taxas na tabela abaixo:

Custo da Taxa de Serviço ao Comerciante (TSC)
Instituição Serviço Multibanco Serviço MB Way
BPI 0,90% (mín. 0,05€) 0,55% (mín. 0,05€)
Caixa Geral de Depósitos 0,75% 0,75%
Crédito Agrícola 0,70% (mín. 0,05€ e máx. 0,50€) 0,65% (mín. 0,05€)
Millennium bcp 0,90% (mín. 0,06€ e máx. 1,50€) 0,60%
Montepio 0,90% (mín. 0,05€) 0,80%
Novo Banco 0,90% a 1,50% (mín. 0,06€) 0,60%
Santander 1,15% (mín. 0,08€) 0,60%
Unicre 1,20% 0,90% + 0,05€

Dados recolhidos no dia 5 de fevereiro de 2019 a partir dos Folhetos de Comissões e Despesas de cada instituição.

É possível concluir que não existe nenhum banco que isente os comerciantes do pagamento desta taxa. Além disso, o MB Way acaba por ser limitativo para os proprietários de estabelecimentos comerciais, uma vez que apenas se encontra disponível para detentores de um cartão da rede Multibanco, de um número de telemóvel português e ainda pelo facto de ter um limite máximo de 750 euros por operação.

Nair Dos Santos

Sobre Nair Dos Santos

Especializada em Economia Internacional, a Nair iniciou o seu percurso profissional em Marketing Institucional. Alia a sua criatividade ao universo financeiro com o objetivo de ajudar os portugueses a melhorar a sua literacia financeira e contribuir para o desenvolvimento de uma economia sustentável.

Comentários