FAQ - Perguntas Frequentes sobre Crédito Pessoal

O tempo de processamento para crédito pessoal varia de instituição para instituição. Em média, demora 8 dias desde a data em que submete o pedido ao financiamento. No entanto, existem bancos e agências que conseguem processar o empréstimo entre dois a três dias, se tudo correr de feição. Outro fator que pode afetar o tempo de processamento é o historial de pagamento dos devedores. Se estes já pediram um empréstimo a um banco anteriormente e pagaram a tempo, da próxima vez que pedirem é provável que sejam aceites mais rapidamente do que alguém que nunca pediu.

Os créditos pessoais podem ser utilizados para uma grande variedade de motivos, nomeadamente:

  • Educação (propinas dos seus filhos, ou educação superior)
  • Consolidar várias dívidas e aproveitar taxas de juro mais baixas
  • Férias (neve, praia, aventura)
  • Casamento de sonho
  • Emergências pessoais
  • Renovar o lar
  • Aproveitar saldos e bons negócios

Geralmente, é aconselhado limitar os seus empréstimos às quantias que realmente precisa. O princípio básico é limitar os pagamentos de empréstimo (incluindo hipotecas e cartões de crédito) a um teto de 30% ou 40% do seu salário bruto.

Antes de solicitar qualquer crédito pessoal, verifique se tem conhecimento dos critérios de elegibilidade. Eles variam consoante o credor, mas os mais comuns passam por ser residente em Portugal e ter idade igual ou superior a 18 anos, entre outros critérios.

Assegure que toda a documentação a submeter está em ordem. Uma inscrição comum de crédito pessoal em Portugal deverá requerer os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação: Cartão de Cidadão (CC) ou Bilhete de Identidade (BI) devem ser suficientes. Se tiver outra nacionalidade que não a portuguesa, deve levar uma autorização de residênciaCartão de Contribuinte, caso não tenha Cartão do Cidadão
  • Comprovativo de morada, tais como faturas de água, luz, telefone (fixo ou móvel), gás ou TV por cabo
  • Comprovativo de rendimento: no caso de trabalhador por conta de outrem, recibos de vencimento dos últimos meses; no caso de sócio gerente ou trabalhador por conta própria, a última declaração de IRS; e no caso de reformado, o último comprovativo de reforma
  • Comprovativo de IBAN (International Bank Account Number): cópia do cartão multibanco e talão do multibanco com IBAN ou comprovativo de IBAN impresso através do site do seu banco.
  • Note que os bancos têm acesso a um relatório com o seu histórico de crédito, como parte do seu processo de avaliação. Assim, além dos documentos acima referidos, manter um bom histórico de crédito e demonstrar capacidade de pagar o empréstimo serão fatores importantes para assegurar a aprovação da sua solicitação.

Os bancos e as instituições financeiras de crédito disponibilizam um grande leque de produtos competitivos. Os bancos em Portugal são regulados pelo Banco de Portugal e tendem a ser mais seletivos no que toca a solicitadores e têm processos de seleção de crédito rigorosos.

As instituições financeiras de crédito também são supervisionadas e licenciadas pelo Banco de Portugal, agindo de acordo com a Legislação em vigor em Portugal. Estas companhias, porém, tendem a ser menos rígidas e podem mesmo acomodar solicitadores com histórico de crédito mais complicado. Se está a considerar pedir crédito a uma instituição financeira, aconselhamos-lhe a ter a certeza de que essa companhia está devidamente licenciada. O ComparaJá.pt disponibiliza uma lista de todas as companhias registadas e devidamente licenciadas em Portugal.

Cidadãos de outras nacionalidades que vivem em Portugal há alguns anos, desde que com a devida documentação em ordem, podem solicitar crédito pessoal a bancos e agências de crédito. No entanto, quem vive em Portugal há pouco tempo deve ter a noção que terá menos probabilidades ter um crédito pessoal do que se estivesse a viver cá há mais tempo, uma vez não possuir nenhum historial de crédito.

Uma vez o crédito pessoal ser uma linha de crédito sem garantia, os bancos geralmente precisam de tempo para ter a certeza de que é de confiança e financeiramente responsável. Isso também se verifica mesmo que tenha um emprego estável e um ordenado que vá ao encontro dos critérios selecionados. As instituições de crédito, em regra geral, preferem lidar com pessoas que já tiveram relações bancárias anteriores e dado provas de serem de confiança. Como tal, deve trabalhar em estabelecer e manter uma boa relação com um banco antes de solicitar um empréstimo.

Alternativamente, recém imigrantes podem tentar solicitar crédito pessoal a agências de crédito ao consumo ou credores privados registados com apetite para o risco e especializados em crédito para imigrantes.

Antes de solicitar um empréstimo, é útil calcular qual o montante máximo que pode pedir. Uma vez o bancos terem critérios de elegibilidade semelhantes, tendem a utilizar os mesmos dados para calcular quanto podem emprestar, incluindo receitas mensais, termos de pagamento e taxa de juros.

Pode ser apenas um ponto de referência. A taxa de juro final varia de acordo com diversos fatores. Antes de os bancos decidirem a quota final para cada cliente, vão examinar o seu historial de crédito e o fluxo de capital atual.

Se o cliente tiver uma boa pontuação de crédito, pode ter uma taxa de juro menor. Ao mesmo tempo, os bancos podem cobrar uma taxa de juro mais elevada a clientes com um historial de crédito maculado. Como esses consumidores são vistos como tendo um risco maior de investimento, são cobrados com valores mais altos. No entanto, um historial de crédito limpo dá-lhe uma boa vantagem e mais hipóteses de ter um crédito pessoal com uma taxa de juro baixa.

A fórmula para calcular a TAEG é:

[1 + taxa (tempo de pagamento, prestação mensal, montante imputado)]^12-1

Em Portugal, a TAEG é o melhor fator de comparação quando escolhe um crédito pessoal.

Compare e adira em 3 passos

Porquê o ComparaJá.pt?

100% gratuita
Rápida e simples
Imparcial e independente

O ComparaJá.pt é o portal de referência dos portugueses na hora de escolher os melhores produtos financeiros para o seu perfil e necessidades. A nossa plataforma apresenta informações atualizadas e fidedignas de uma forma transparente e descomplicada.

Testimonial person
Foi através do ComparaJá.pt que consegui rapidamente comparar todas as ofertas de mercado e escolher a oferta que mais se enquadrava com o que pretendia.
Diogo Antunes, 29 anos, Montijo

Já ajudámos milhares de portugueses a poupar.

Simulações realizadas nas últimas 24 horas.

Dicas de Finanças Pessoais exclusivas

Fique a par das últimas novidades financeiras e receba as melhores dicas sobre como poupar dinheiro ao subscrever a nossa newsletter.

Últimos Artigos

Mantenha-se a par das mais recentes novidades do mundo financeiro e as melhores dicas de poupança.
Veja todos os artigos do nosso blog