Menu
Ligue
Ligue 211 165 765 Seg - Sex: 10h às 19h

Seguros de Saúde: encontre aqui a melhor proteção médica para si e para a sua família

Receber Propostas

Seguro de Saúde

Seguros de saúde são contratos que o indivíduo faz com a seguradora, permitindo-lhe aceder a uma série de benefícios em termos de acesso a cuidados de saúde. Normalmente, os problemas de saúde não acontecem frequentemente na vida, mas há alturas em que pode necessitar de visitar um médico. Com um seguro de saúde, vai pagando um prémio mensal e, depois, quando precisar de utilizar paga um valor bastante mais reduzido pela consulta, exame ou internamento (tudo dependendo do seguro que contratar). À semelhança de outros seguros, funciona como uma salvaguarda para situações excecionais, evitando surpresas que poderiam significar um forte abalo financeiro.

Contratando seguros de saúde vai poder, de acordo com a rede convencionada com a sua seguradora, ter acesso a uma série de hospitais e médicos especialistas na saúde privada, trazendo com isso uma série de vantagens. A principal será o facto de poder aceder a cuidados de saúde de forma mais rápida, evitando assim o tempo de espera por consulta que, por vezes, caracterizam os serviços de saúde públicos. Para além disso, de forma a fomentar o bem-estar de toda a família, existem mesmo os chamados seguros de saúde familiar personalizados para atender todo o agregado. Ou seja, num seguro de saúde familiar pode incluir todos os membros da sua família nuclear, obtendo estes o mesmo nível de proteção.

Para além do mais, ao adquirir o melhor seguro de saúde, poderá ter acesso a uma série de vantagens e benefícios, tais como medicina preventiva, apoio ao domicílio, descontos em parceiros e tudo o mais. Deixamos a ressalva que tudo depende do seguro e da seguradora que escolher.
Quando adquire um seguro, qualquer que seja o tipo, tem sempre de pagar um prémio. Grosso modo, é o custo mensal que tem por adquirir este serviço. Apesar de, nos seguros de saúde, ser normalmente pago mensalmente, na verdade este pagamento pode ser trimestral, semestral ou anual, de acordo com o que tem convencionado com a sua seguradora.

Importa referir também que o prémio é variável, ou seja, há várias condições que o podem afetar, tornando-o mais barato ou mais caro. Nomeadamente, entre estes fatores encontram-se a idade, o historial clínico, hábitos de vida, entre outros.

Importa referir que quando vai contratar um seguro de saúde, é-lhe apresentada uma apólice, que contém as condições gerais contratuais definidas entre a seguradora e o segurado. Finalmente, tenha em conta que existe um período de carência associado a este seguro, que corresponde ao período que intermedeia a subscrição e a altura em que pode começar a usufruir dos serviços. Normalmente, aplica-se em caso de doenças e não em acidentes.
Franquia e coberturas são dois termos muito importantes que devem estar presentes na mente de qualquer pessoa que deseje contratar os melhores seguros de saúde. Começando pela franquia, grosso modo esta é a parte do encargo dos cuidados de saúde que fica para o segurado. Ou seja, imaginemos que, em determinado procedimento, a franquia estabelecida é 10%. Se o custo do procedimento for 200 euros, então o segurado tem de pagar 20 euros, enquanto a seguradora paga os restantes 180 euros. É importante ler contratualmente quais são as franquias para cada procedimento específico, em cada seguro de saúde.

Depois, de forma igualmente importante, encontram-se as coberturas. Estas são bastante variadas e estão definidas no contrato do seguro de saúde. Dependendo da qualidade do seguro contratado, podem estar incluídas coberturas variadas como parto, ambulatório, hospitalização, entre outros. Embora não haja nenhum seguro consultas especificamente com este fim, em muitos dos seguros este cuidado médico também está incluído. Num seguro com consultas, pagará apenas um valor (a franquia) e não o montante total que pagaria sem ter seguro de saúde. Algo a ter em atenção é o chamado capital seguro. Este nada mais é que o valor máximo que a seguradora se compromete a pagar em caso de cuidado de saúde necessário. Outro exemplo, imaginando que a sua apólice do seguro só cobre até 30.000 euros de hospitalização e a fatura for de 40.000 euros, tem de pagar o valor remanescente. Depois, de forma igualmente importante, encontram-se as coberturas. Estas são bastante variadas e estão definidas no contrato do seguro de saúde. Dependendo da qualidade do seguro contratado, podem estar incluídas coberturas variadas como parto, ambulatório, hospitalização, entre outros. Algo a ter em atenção é o chamado capital seguro. Este nada mais é que o valor máximo que a seguradora se compromete a pagar em caso de cuidado de saúde necessário. Outro exemplo, imaginando que a sua apólice do seguro só cobre até 30.000 euros de hospitalização e a fatura for de 40.000 euros, tem de pagar o valor remanescente.
Há muito quem confunda o plano de saúde com os seguros de saúde, mas a verdade é que são produtos diferentes e que devem ser vistos cada um à sua luz e com as suas características. Na verdade, nos últimos tempos, os planos de saúde têm proliferado e há quem os encare como alternativas ao seguro de saúde. Há, todavia, distinções a serem feitas.

Um plano de saúde é, normalmente, de mais fácil acesso. Com isto quer-se dizer que não encontra condicionantes como limites de idade para subscrição e que tem acesso a uma variedade de descontos em cuidados de saúde, numa série de entidades pré-estabelecidas. A comparação mais justa seria com um cartão de descontos, algo que um seguro de saúde não é.

O seguro de saúde, por seu lado, tem condições mais exigentes na adesão, atentando a fatores já descritos acima, tais como a idade do tomador do seguro, assim como o seu historial clínico. É um produto mais complexo do que o simples plano de saúde, uma vez que contém coberturas mais específicas (tais como as de ambulatório e hospitalização), sendo que o prémio é volátil e varia de acordo com diversos fatores (normalmente, aumenta com a idade, tendo em conta o maior risco do segurado). Os seguros de saúde dão acesso direto a uma rede de cuidados de saúde onde, para além da franquia e do limite do capital seguro, o resto é comparticipado pela seguradora. Mesmo se usado fora da rede convencionada, poderá haver lugar a um reembolso por parte da seguradora.

Em suma, o plano de saúde é uma solução mais económica, mas que cobre situações médicas menos exigentes, enquanto o seguro de saúde é utilizado por situações mais complexas, onde as coberturas e os capitais escolhidos têm um papel preponderante.
Há certas situações médicas onde até os melhores seguros de saúde não apresentam coberturas. São elas, nomeadamente.

  • transplante de órgãos ou medula;
  • fertilização ou qualquer método de fecundação artificial;
  • perturbações originadas por abuso de álcool ou drogas;
  • perturbações nervosas e doenças de foro psiquiátrico;
  • tratamento ou cirurgia estética, plástica ou reconstrutiva e suas consequências (excepto se a causa for doença ou acidente cobertos pelo seguro);
  • acidentes ou doenças resultantes da participação em competições desportivas;
  • Outros;
A existência de doenças pré-existentes não o exclui automaticamente da apólice que celebra com a seguradora, no entanto é normal que esta doença seja excluída dos contratos celebrados entre as duas partes. Para além disso, o contrato do seguro de saúde pode incluir um período de carência para estes casos que não deve ser superior a um ano.
Sim, ao utilizar o seguro de saúde também terá direito a deduções em sede de IRS. Estas, segundo o código de IRS, são de 15% dos prémios pagos, num limite máximo de 1.000 euros. Ou seja, independentemente dos gastos que fizer, os 1.000 euros são tudo o que pode deduzir na sua contribuição fiscal. A seguradora enviar-lhe-á uma declaração de onde constam os prémios e, depois, é só incluir o valor no anexo H do IRS (se já não estiver pré-preenchido).
A escolha aqui terá de passar pela análise às suas necessidades e ao tipo de seguro de saúde de que quer usufruir. A resposta a qual o melhor seguro de saúde do mercado passa, pois, pela comparação das ofertas das variadas entidades. Das entidades que fornecem este tipo de serviços podemos contar com:

Havendo mais casos de seguradoras que prestam este tipo de serviço, importa sempre comparar para perceber qual é a que oferece melhores condições para os casos em particular.
Ao comparar online seguros de saúde vai poder usufruir de um rol de vantagens que, de outra forma, lhe seria mais difícil aceder. Por exemplo, um simulador seguro saúde evita que tenha que ir de seguradora em seguradora em busca do produto que tem as melhores coberturas de cuidados de saúde ao menor preço. Pode aceder a todas as seguradoras num só sítio, em poucos minutos.

Ou seja, uma vantagem óbvia de aceder a um simulador seguro saúde é poupar dinheiro. Se comparar vários seguros de saúde online, contrastando as várias seguradoras existentes no mercado, irá mais facilmente optar pela alternativa mais económica mas que, ao mesmo tempo, traga mais vantagens para si e para a sua família.
customerpromise.alt

Consiga as melhores condições no Seguro de Saúde

Para além de agregarmos e compararmos todas as ofertas existentes no mercado português, apresentamos também as características e vantagens de cada produto.
Desta forma, garantimos que os nossos utilizadores conseguem tomar uma decisão informada, beneficiando das melhores condições para o seu perfil e necessidades
Facilitamos todo o processo de análise e comparação do mercado ao permitir o acesso, de forma intuitiva e em menos de 1 minuto, a todos os custos e condições contratuais de cada solução.