Lar, doce lar? Sim, mas com seguro multirriscos

|Posted by | Seguros, Todos os Artigos
Tags: , , ,

Lar Doce Lar? Sim, mas Com Seguro Multirriscos
A segurança do lar é algo tremendamente importante. Contudo, a nossa casa está sujeita a todo o tipo de ameaças: roubos, incêndios, chatices com vizinhos, etc. E, nestes casos, já se sabe: o melhor remédio é mesmo a prevenção. Já pensou em fazer um seguro multirriscos habitação?

Um seguro deste género é útil em qualquer situação: quer na habitação própria, quer tenha uma segunda casa de férias ou, principalmente, se considerar alugar a casa (usando, por exemplo, plataformas online como a Roomlala).

Em primeiro lugar, um seguro multirriscos deste tipo ajuda-o a remediar os danos causados por incêndios. Além do mais, tal é obrigatório caso more num edifício registado em regime de propriedade horizontal.

E de que o protege esta cobertura? Danos do fumo, explosões ou vapores advindos do incêndio, a proteção relativa aos meios empregados para combater o incêndio, tudo isto pode estar incluído.

Além disso, toda a gente sabe que o risco de ver a casa ser assaltada é uma realidade possível. Felizmente, ao fazer um seguro multirriscos habitação também pode remediar essa eventualidade.

E, dependendo do seguro contratado, o seguro multirriscos cobre uma miríade de objetos: do LCD da sala onde se junta a família para ver e rever o golo do Éder, até ao faqueiro de prata que foi deixado em herança. Para isso, deve ver com a seguradora quais são os limites garantidos de capital seguro.

Seja um bom vizinho e faça um seguro multirriscos

Também há um fator com que todos podemos contar: a vizinhança. E, num apartamento, é fácil os danos de uma habitação passarem para outra. Imaginemos, por exemplo, infiltrações. Os seguros multirriscos habitação também podem cobrir estes cenários.

Contudo, há coisas que este não cobre. São disso exemplo danos advindos de situações como atos de terrorismo, distúrbios laborais (como greves) e outros.

Finalmente, há sempre despesas inesperadas que podem ser “suavizadas” se fizer um seguro. Imagine que, como consequência de um incêndio, tem que fazer uma remodelação completa à sua habitação. O “rombo” no orçamento daí advindo pode ser enorme. Portanto, fazer um seguro que previna essa situação pode, no final de contas, ser uma enorme poupança.

Em suma, apesar de pagar sempre uma prestação mensal, um seguro multirrisco habitação pode constituir uma poupança. As catástrofes acontecem e – quando elas sucedem – o melhor mesmo é estar prevenido. E não se esqueça: o seu cartão de crédito também pode ter seguros associados. E o segredo para fazer boas escolhas é… comparar.

Henrique Figueiredo

Sobre Henrique Figueiredo

Formado em Ciências da Comunicação e especializado em Ciência Política, o Henrique iniciou a sua carreira em jornalismo, tendo depois estado envolvido em diferentes projetos nas áreas de Comunicação e e-Commerce. Acredita que na poupança está o ganho e, nesse sentido, quer apoiar os portugueses na rentabilização das suas decisões financeiras.

Comentários